Seca deixa mais da metade dos municípios paraibanos em situação de emergência

Agência Brasil 24.10.2012 - 21h32 | Atualizado em 25.10.2012 - 08h38

Cinco reservatórios de água do estado já estão em estado crítico, com menos de 5% do volume total (Leticia F. Paes/Creative Commons)

Brasília – Mais da metade dos municípios da Paraíba sofrem com a seca prolongada e está em situação de emergência decretada pelo governo do estado. De acordo com a Defesa Civil, a estiagem atinge 195 dos 223 municípios do estado. Nas regiões do Cariri, Curimataú, Sertão e Alto Sertão são as mais afetadas pela estiagem. De fevereiro a maio, época da chuva, houve uma redução acentuada no índice pluviométrico.

Cinco reservatórios de água do estado já estão em estado crítico, com menos de 5% do volume total, e 22 estão em observação. A Agência Executiva da Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) informou que os açudes em situação crítica são Bastiana e São Francisco 2, no município de Teixeira; Ouro Velho, no município de Ouro Velho; Serrote, em Monteiro; e São José 4, em São José do Sabugi. O estado tem no total 121 reservatórios.

Além da população, os animais também foram afetados pela estiagem. De acordo com a Federação de Agricultura e Pecuária da Paraíba, a falta de água agravou a situação do gado, que já sofria com a falta de alimento por causa de uma praga nas plantações de palma. A falta de água e alimento está causando perdas no rebanho bovino.

Edição: Aécio Amado

  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0