Digite sua busca e aperte enter


Brasil possui a melhor classificação possível feita por entidades internacionais em relação à doença da vaca louca

Imagem:

Compartilhar:

Governo tenta reverter embargo do Japão à carne bovina

Criado em 10/12/12 18h52 e atualizado em 10/12/12 19h12
Por Mariana Branco Edição:Carolina Pimentel Fonte:Agência Brasil

Vacas
Apesar dos exames terem confirmado a presença do agente da vaca louca, a doença não se manifestou no animal, que morreu em 2010 (Arquivo ABr)

Brasília - O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento está tentando reverter o embargo japonês à carne bovina brasileira. Hoje (10), o órgão divulgou um comunicado afirmando que está empenhado em prestar esclarecimentos ao país asiático e às demais nações importadoras das carnes do Brasil.

Na sexta-feira (7), o Japão suspendeu as compras do produto alegando a comprovação de contaminação pelo agente causador da Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), também conhecida como doença da vaca louca. O embargo aconteceu após o governo brasileiro ter comprovado a presença do agente da doença em análises dos restos de uma vaca morta no Paraná, em 2010.

No documento divulgado nesta segunda-feira, o governo brasileiro argumenta que o caso do Paraná foi uma ocorrência não-clássica da EEB, ou seja,  apesar da presença do agente a doença não se manifestou no animal. De acordo com informações do ministério, a presença do agente da vaca louca foi descoberta dois anos depois da morte em análises extras dos tecidos. O comunicado informa que hoje o adido agrícola japonês no Brasil, Kentaro Morita, se reuniu com técnicos do ministério para obter informações sobre o assunto.

Ainda segundo a nota, o adido agrícola brasileiro no Japão, Gutemberg Barone, prestará amanhã (11) esclarecimentos ao diretor de Segurança de Importações de Alimentos daquele país, Hideshi Michino, e entregará um relatório completo sobre o caso. Barone deve entregar ainda às autoridades japonesas ofícios de entidades internacionais validando os procedimentos de defesa sanitária animal adotados pelo Brasil  O Ministério da Agricultura também planeja visitas técnicas aos 20 principais parceiros comerciais de importação de carne.

Edição: Carolina Pimentel
 

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário