Baltasar Garzón e outros 20 estão confirmados no Fórum Mundial de Direitos Humanos

Portal EBC* - 12.11.2013 - 13h32 | Atualizado em 09.12.2013 - 15h16

Brasília – Em três conferências programadas para Fórum Mundial de Direitos Humanos (FMDH), já há 21 nomes de conferencistas e debatedores confirmados. Segundo o Comitê Organizador do evento, previsto para 10 a 13 de dezembro, em Brasília, o juiz espanhol Baltasar Garzón e o escritor paquistanês Tariq Ali estão eles.

Na conferência "Direitos Humanos como Bandeira de Luta dos Povos", no dia 11 de dezembro, debaterão Sara Victoria Alvarado, da Colômbia, Tariq Ali, do Paquistão, Tonico Benites e Ela Wiecko Vokmer de Castilho, ambos do Brasil. O tema principal envolve "Direitos Humanos e Mobilização Social", bem como "Reconhecimento e Direitos Humanos".

Ainda na conferência, Baltasar Garzón, da Espanha, Julián Froidevaux, Argentina, e Rosa Maria Cardoso da Cunha, do Brasil, tratarão de "Direito à Memória, Verdade e Justiça".

No dia 12 de dezembro, Leonardo Boff, do Brasil, e Hawa Abdi, da Somália serão os conferencistas, sobre "A Universalização de Direitos Humanos em um Contexto de Vulnerabilidades", além de três mesas de debates, com participantes a confirmar.

Farzana Bari (Paquistão), Wanderlino Nogueira Neto (Brasil) e Amaranta Gómez Regalado (México) promoverão a conferência "A Conquista de Direitos por Grupos Vulnerabilizados e a Democracia". Já João Pedro Stédile e Leonardo Sakamoto, ambos do Brasil, estão confirmados para a mesa sobre "Os Direitos humanos no Mundo do Trabalho".

"Transversalidade dos Direitos Humanos" será o tema do dia 13, o último do evento. Para falar de "Defesa dos Direitos Humanos e o Enfrentamento às Violências", virão Alejo Vargas Velásquez (Colômbia) e Roberto de Figueiredo Caldas (Brasil).

Ainda na data, Alicia Cabezudo (Argentina) e Emir Sader (Brasil) participam de debate sobre "Por uma Cultura de Direitos Humanos". A última atividade fala de "Comunicação e Direitos Humanos", com Frank de La Rue (Guatemala), Maria Pía Matta (Chile) e Catalina Botero (Colômbia).

Com informações do Brasil.gov.br

  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0