X

Digite sua busca e aperte enter


Empresa Pública de Transporte (EPT), autarquia criada pela prefeitura, inaugura quatro linhas de transporte gratuito no município de Maricá

Imagem:

Compartilhar:

Maricá anuncia tarifa zero no transporte público

Criado em 13/12/14 18h08 e atualizado em 14/12/14 14h14
Por Portal EBC

Brasília -  A partir da próxima quinta-feira (18) o município de Maricá inaugura um serviço de transporte público gratuito para toda população da cidade, segundo comunicado publicado na página da prefeitura. A cidade de Maricá, localizada na região metropolitana do estado do Rio de Janeiro a 50 quilômetros da capital, será o terceiro município do estado a implantar a medida, já adotada por Porto Real e Silva Jardim, e a primeira com mais de 100 mil habitantes a oferecer a tarifa zero.

A Empresa Pública de Transportes (EPT), autarquia criada pela prefeitura, colocará em circulação quatro linhas de ônibus que percorrerão toda a extensão do município. O controle de passageiros nos veículos será feito por catracas instaladas na parte dianteira (os passageiros entrarão pela porta dianteira e sairão pela porta traseira). A inauguração será feita pelo prefeito Washington Quaquá com uma viagem inaugural às 8h de quinta.

A intenção da prefeitura é que todo o sistema de transportes passe a ser executado pela autarquia, sem cobrança da passagem, até o final de 2016. As linhas municipais já existentes continuarão sendo operadas pelas viações Nossa Senhora do Amparo e Costa Leste Maricá, com tarifa de R$ 2,70. 

Os dez ônibus da EPT que serão colocados para operar as quatro novas linhas vão circular com intervalos de 20 minutos das 5h às 22h. No período de menor movimento, de 22h às 5h, eles vão passar de hora em hora, e vão suprir uma lacuna de transporte, já que as linhas operadas pelas empresas privadas não rodam de madrugada.Para estender as atividades da EPT para todo o município, a prefeitura deve ampliar a frota para 25 coletivos. Segundo o prefeito, para servir toda a cidade com transporte público gratuito e integrado com as vans, serão necessários investimentos de R$ 1,3 milhão por mês por parte da prefeitura.

 

 

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário