Digite sua busca e aperte enter


trabalho infantil

Imagem:

Compartilhar:

Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil; acompanhe os destaques

Criado em 12/06/18 12h30 e atualizado em 13/06/18 12h44

Doze de junho é o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. A data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2002, para conscientizar sociedade, trabalhadores, empregadores e governos do mundo todo contra o trabalho infantil. Acompanhe os destaques produzidos pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) sobre o assunto.

Sete crianças são vítimas de acidente de trabalho a cada 24 horas no Brasil

Nesse curto espaço de tempo, cerca de sete crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos são vítimas de acidentes graves de trabalho no Brasil. De 2007 a 2015, 187 perderam a vida em acidentes de trabalho.  Segundo o Ministério Público do Trabalho, criança que trabalha adoece e morre três vezes mais do que os adultos.

Campanha marca o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

Hoje (12), no Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) lança a campanha Não proteger a infância é condenar o futuro, uma parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

O foco são as modalidades chamadas de "piores formas" de trabalho, como tarefas relacionadas à agricultura, atividades domésticas, tráfico de drogas, exploração sexual e trabalho informal urbano. Em razão dos riscos e prejuízos, o emprego de meninos e meninas nessas tarefas é proibido até os 18 anos.

Trabalho infantil
Creative Commons - CC BY 3.0 - Trabalho infantil

Arquivo/Agência Brasil

 

Alerta ainda é necessário no Dia de Combate ao Trabalho Infantil

Toda criança tem direito ao lazer, à educação e à saúde, mas nem sempre é assim. No Brasil, quase 1 milhão de crianças trabalham ilegalmente.

São crianças e adolescentes de 5 a 17 anos que atuam na indústria, no comércio e na agricultura. Parte dessa população atua nas piores formas de trabalho infantil, que são o trabalho doméstico, prostituição e tráfico de drogas.

 

São Paulo faz campanha contra trabalho infantil durante jogos da Copa

A organização não governamental (ONG) Cidade Escola Aprendiz abre hoje (12), Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, a campanha Copa Sem Trabalho Infantil.

A campanha faz parte do projeto Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil, especializado no combate ao trabalho infantil e na defesa dos direitos humanos, desenvolvido em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Trata-se de um problema social presente em todo o país, incluindo no Distrito Federal, onde há pelo menos 17 mil crianças na situação de trabalho infantil (assista à reportagem da TV Brasil). 

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade