Digite sua busca e aperte enter


Lampião e Maria Bonita

Imagem:

Compartilhar:

Caminhos da Reportagem: A Rota do Cangaço

Criado em 02/09/13 11h51 e atualizado em 05/09/13 22h59
Por Portal EBC

No rastro dos cangaceiros que já povoaram o sertão nordestino, a equipe do Caminhos da Reportagem percorreu mais de 2,5 mil quilômetros, em cinco estados brasileiros, atrás da história de uma época marcada pela ousadia e pelo medo. A reportagem  descobriu um cangaço que surgiu bem antes de Lampião. Líderes como Antônio Silvino, o Rifle de Ouro ou Governador do Sertão – que começou a atuar no fim do século XIX.

O resultado desse trabalho poderá ser conferido no especial "Rota do Cangaço", que vai ao ar nesta quinta-feira, 5 de setembro, às 22h, na TV Brasil. Por enquanto, você pode navegar no mapa abaixo e conhecer algumas das curiosas histórias descobertas pela equipe, que serão exibidas na íntegra na próxima quinta-feira (5). 

Para assistir aos vídeos, clique nas placas de identificação das cidades marcadas com uma cruz:

Mas não há como negar que o grande nome do cangaço é mesmo Lampião que, com o seu bando, chamou a atenção para a realidade de uma parte do país que até então era esquecida. Uma época dominada pelo terror, onde o bem e o mal se confundiam e a polícia não estava tão distante da crueldade dos bandidos que perseguia. A equipe também encontrou uma estética própria do cangaço, com roupas, jóias e chapéus, que se intensifica após a entrada das mulheres nos bandos, iniciada com Maria Bonita, que decide acompanhar Lampião em suas aventuras pela caatinga. Histórias que chegaram por meio dos poetas e xilogravuristas da literatura de cordel, repentistas nas feiras e da tradição oral, passada por gerações, modificadas e eternizadas na cultura nordestina.

// Arte: Daniel Dresch e Douglas Curinga

  Texto: Carina Dourado

  Edição: Amanda Cieglinski 

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade