Digite sua busca e aperte enter


Branco Sai Preto Fica

Imagem:

Compartilhar:

Saiba quais foram os premiados do 47º Festival de Cinema de Brasília

Criado em 23/09/14 21h33 e atualizado em 24/09/14 10h53
Por Portal EBC

Nesta terça-feira (23/9), durante a cerimônia de encerramento do 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, foi feito o anúncio dos grandes vencedores do troféu Candago, em categorias como Melhor filme de longa e curta metragem, e melhores direção, ator, atriz, roteiro, trilha sonora e montagem. O melhor filme de longa metragem foi Branco Sai. Preto Fica, de Adirley Queirós e o melhor curta foi Sem Coração, de Nara Normande e Tião. 

O filme Branco Sai. Preto Fica foi o vencedor do Prêmio TV Brasil, concedido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), na cerimônia de premiação do 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, ocorrida na noite de hoje (23) em Brasília. O filme, de Adirley Queirós, conquistou um prêmio de R$ 50 mil e será exibido na grade de programação da emissora.

Relembre todo o contéudo publicado no Portal EBC durante o 47º FestBrasília

Antes da premiação, a festa, que é fechada para convidados, exibiu  uma cópia restauradas do filme Cabra marcado para morrer, lançado em 1984, em homenagem ao diretor Eduardo Coutinho, morto no último mês de fevereiro. Ao todo, os seis longas e 12 curtas concorrentes na Mostra competitva do Festival disputaram R$ 625 mil em prêmios.

Além dos filmes premiados, o Festival homenageou com o Prêmio da Associação Brasiliense de Cinema e Vídeo (ABCD) a cineclubista e programadora Berê Bahia.

Confira a lista dos premiados:

Longa metragem

Júri Oficial 

Melhor filme de longa metragem - Com prêmio de R$ 250.000,00  foi para Branco Sai. Preto Fica
Melhor direção - R$ 30.000,00, Marcelo Pedroso por Brasil S/A
Melhor ator - R$ 15.000,00 Marquim do Tropa, de Branco Sai, Preto Fica
Melhor atriz - R$ 15.000,00 Dandara de Morais, de Ventos de Agosto
Melhor ator coadjuvante - R$ 10.000,00 Renato Novaes, de Ela Volta na Quinta
Melhor atriz coadjuvante - R$ 10.000,00 Elida Silpe, de Ela Volta na Quinta
Melhor roteiro - R$ 15.000,00, Marcelo Pedroso por Brasil S/A
Melhor fotografia - R$ 15.000,00, Gabriel Mascaro  por Ventos de Agosto
Melhor direção de arte - R$ 15.000,00, Branco Sai, Preto Fica
Melhor trilha sonora - R$ 15.000,00, Brasil S/A
Melhor som - R$ 15.000,00, Brasil S/A
Melhor montagem - R$ 15.000,00, Brasil S/A, de 

Prêmio de Melhor Longa pelo Júri Popular vai para Sem Pena, de Eugenio Puppo

Outros Prêmios:

Prêmio do Júri Oficial de Melhor Longa da Mostra Brasilia vai para Branco Sai, Preto fica, de Adirley Queirós

Prêmio Marco Antônio Guimarães do Centro de Cinema Brasileiro vai para Zirig Dum Brasília

Branco sai, Preto Fica, de Ardilei Queiroz, ganha o Prêmio exibição da TV Brasil

Prêmio Abraccine de Melhor Longa para Branco Sai, Preto Fica

Prêmio Saruê foi para Branco Sai, Preto Fica

Troféu Vagalume de Melhor Longa vai para Ventos de Agosto, de Gabriel Mascaro

Prêmio Conterrâneos de melhor documentário exibido vai para Zirig Dum Brasília

Prêmio do Júri Popular de Melhor Longa da Mostra Brasilia para Zirig Dum Brasília

Curta metragem

Júri Oficial 

Melhor filme de curta metragem - com prêmio de R$ 35.000,00 Sem Coração, de Nara Normande e Tião
Melhor direção - R$ 15.000,00 Prêmio de Melhor Diretor de Curta vai para Nara Normande e Tião de Sem Coração #FestBrasilia
Melhor ator - R$ 10.000,00 Zé dias do filme Geru
Melhor atriz - R$ 10.000,00  Maeve Jinkings ganhou por Estátua!
Melhor roteiro - R$ 10.000,00 Estátua!, de Gabriela Amaral 
Melhor fotografia - R$ 10.000,00 ganhou Loja de Repteis
Melhor direção de arte - R$ 10.000,00 ganhou Loja de Repteis
Melhor trilha sonora - R$ 10.000,00 ganhou Loja de Repteis
Melhor som - R$ 10.000,00, Candango de Melhor Som de curta metragem com Geru 
Melhor montagem - R$ 10.000,00, ganhou o Candango de Melhor Montagemo filme Sem Coração, de Nara Normande e Tião

Melhor Filme de Curta pelo Júri Popular foi para Crônicas de Uma Cidade Inventada, de Luísa Caetano

Outros prêmios:

Prêmio do Júri Oficial de Melhor Curta da Mostra Brasilia para Crônicas de Uma Cidade Inventada

Prêmio Abraccine de Melhor Curta para Estátua!, de Gabriela Amaral Almeida

Prêmio Canal Brasil de incentivo a curta metragem vai para Sem Coração, de Nara Normande

Troféu Vagalume de Melhor Curta vai para Crônicas de Uma Cidade Inventada

Prêmio do Júri Popular de Melhor Curta da Mostra Brasilia para Ácido Acético

Creative Commons - CC BY 3.0

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Deixe seu comentário

Publicidade