Digite sua busca e aperte enter


Foto do cartão de resposta do ENEM, tirada em local de aplicação da prova. (Foto: Reprodução da internet)

Imagem:

Compartilhar:

Saiba como é corrigida a redação do Enem

Criado em 03/01/13 17h13 e atualizado em 11/11/14 11h52
Por Amanda Cieglinski Fonte:Portal EBC

Cartão de resposta do ENEM no Instagram
Mais de 72 mil candidatos zeraram a redação. (Foto: Reprodução da internet)

Após a divulgação dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012, muitos estudantes ficaram descontentes com a nota obtida na redação e usam as redes sociais para protestar contra a correção. O edital da prova, desde as suas primeiras edições, não prevê que o candidato possa recorrer da nota obtida. Entretanto, todos os anos alguns estudantes conseguem, via ação judicial, que a prova seja revista. Em 2011, foram recebidos pelo menos 100 pedidos judiciais de vista da prova da redação. Desse total, pouco mais de 70 resultaram em pedidos de revisão das notas, mas em raros casos a pontuação foi alterada. 

Leia também: 72 mil candidatos tiraram zero na redação

Em um grupo do Facebook, cerca de  mil candidatos se reuniram para propor uma ação judicial pedindo a revisão das notas. A partir de 6 de fevereiro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) irá disponibilizar o espelho da correção que “explica” ao aluno a nota obtida. A medida foi tomada depois de um acordo firmado entre o Inep e o Ministério Público Federal em 2011.  Mas essa divulgação serve apenas para fins pedagógicos, já que não é possível recorrer do resultado.

Nas redes sociais, os estudantes pedem que o espelho da correção seja divulgado antes do início das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), marcadas para 7 de janeiro. Os candidatos querem o direito de ver a correção antes que o processo seletivo seja finalizado.  O Inep, entretanto, reafirma que as redações corrigidas só estarão disponíveis em 6 de fevereiro. 

Saiba mais:

Sisu oferece mais de 129 mil vagas

Entenda como é calculada a nota das provas objetivas do Enem

Entenda a correção da prova

A redação do Enem vale 1.000 pontos. Cada texto passa pelo crivo de pelo menos dois professores que avaliam a redação de forma independente – um não sabe qual foi a nota atribuída pelo outro.  A média entre as duas notas resulta na pontuação final. Mas, caso haja uma diferença de mais de 200 pontos entre a nota do primeiro e do segundo avaliador, um terceiro corretor é chamado para analisar a redação.

Caso a discrepância entre as três notas atribuídas pelos corretores permaneça superior a 200 pontos é acionada uma banca examinadora. Formada por três professores que irão corrigir o texto em grupo, será atribuída a nota final do participante.

Como é composta a nota

Os textos são corrigidos levando em consideração cinco competências. Cada um desses “quesitos” vale de 0 a 200 pontos. Somados eles totalizam a nota máxima da redação – 1.000 pontos. As cinco dimensões são:

Competência 1: demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita
Competência 2: demonstrar compreensão da proposta da redação e aplicar conceitos de diversas áreas do conhecimento para desenvolver o tema
Competência 3: demonstrar capacidade de selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações para defender um ponto de vista
Competência 4: demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação
Competência 5: elaborar uma proposta de intervenção ao problema abordado, respeitando os direitos humanos : cada uma vale 200 pontos, totalizando 1.000 pontos.

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário