Digite sua busca e aperte enter


Estudante faz simulado para a prova do Enem

Imagem:

Compartilhar:

Enem endurece critérios de correção da redação para 2013

Criado em 08/05/13 16h39 e atualizado em 08/05/13 16h54
Por Amanda Cieglinski Fonte:Portal EBC

Estudantes contam como fazer uma boa redação no Enem
Estudantes contam como fazer uma boa redação no Enem (Joana Rangel/ Creative Commons )

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais divulgou hoje (08) os detalhes do edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou mudanças nos processos de correção da prova de redação.

Leia também:

- Enem 2013: provas serão em 26 e 27 de outubro; inscrições começam dia 13 de maio

A partir de 2013, candidatos que inserirem trechos “deliberadamente desconectados” com o tema proposto terão a redação anulada – nota zero. A mudança é uma resposta aos casos registrados em 2012 em que candidatos inseriram trechos de receita de macarrão e hinos de times de futebol no texto e receberam uma nota acima de 500 (em uma escala de 0 a 1.000 pontos).

A redação do Enem vale 1.000 pontos. Cada texto passa pelo crivo de pelo menos dois professores que avaliam a redação de forma independente – um não sabe qual foi a nota atribuída pelo outro. A média entre as duas notas resulta na pontuação final. A novidade para 2013 é que caso haja uma diferença maior do que 100 pontos entre a nota do primeiro e do segundo avaliador, um terceiro corretor é chamado para analisar a redação – antes o terceiro  corretor só era acionado caso a discrepância fosse de pelo menos 200 pontos.

Cada texto é avaliado a partir de cinco competências, cada uma valendo 200 pontos.Se a diferença atribuída por dois corretores para qualquer uma das competências for superior a 80 pontos, ela também seguirá para um terceiro corretor.

Mercadante descartou a possibilidade levantada anteriormente de que todas as redações nota 1.000 passassem por uma banca. Em 2012 foram divulgados casos de estudantes que tiraram nota máxima, apesar dos textos conterem erro de português. O que o edital do Enem prevê para este ano é que “desvios gramaticais ou de convenções de escrita” serão aceitos apenas “com excepcionalidade e quando não caracterizem reincidência”,

Mercadante destacou que também será aprimorado o processo de avaliação pela qual passam os corretores – alguns são eliminados durante o período de treinamento. Eles seguirão recebendo capacitação online e presencial. Por dia, ele recebe 50 provas inicialmente e pode chegar a receber 100 provas diariamente, a depender da velocidade com que corrige. Para cada prova corrigida é pago R$ 3.

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário