X

Digite sua busca e aperte enter


Menina escrevendo

Imagem:

Compartilhar:

Entenda as exigências da redação do Enem

Criado em 31/10/14 17h31 e atualizado em 31/10/14 22h41
Por Portal EBC

Menina escrevendo
(erink_photography/ Creative Commons)

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão aplicadas nos dias 8 e 9 de novembro e, na prova de redação, serão utilizados os mesmos critérios aplicados em 2013. Segundo o ministro da Educação, Henrique Paim, as redações passarão por, pelo menos, dois corretores.

Entenda como é a calculada a nota do Enem

Os textos do Enem são corrigidos com base em cinco competências, que vão desde o uso da norma culta da língua portuguesa até a capacidade de organizar as ideias. Cada uma dessas habilidades recebe uma pontuação que vai de zero a 200, totalizando os 1000 pontos, que são a nota máxima que um estudante pode alcançar.

Dois especialistas corrigem a prova em momentos diferentes e dão as suas notas. Caso haja uma diferença de 100 pontos ou mais entre notas totais, ou de 80 pontos ou mais em qualquer uma das competências, a redação passará por uma mais uma correção. Depois que passar pelo terceiro avaliador, o critério de aproximação das notas se repete. A pontuação final será a média aritmética entre as duas notas totais mais parecidas. Os corretores que avaliarão as redações não terão acesso à nota atribuída pelo outro.

Enem: locais de prova já estão disponíveis para consulta

Estude para a prova pelo aplicativo Questões Enem

O que pode cair no Enem? Professores comentam atualidades

Desde o ano passado, o Ministério da Educação (MEC) definiu que se o candidato inserir trechos indevidos na redação, assim como brincadeiras, ele será eliminado. Além disso, a redação será zerada por fuga total ao tema, em caso de uso de palavrões, xingamentos ou desenhos, além de conteúdo que desrespeite os direitos humanos.

A nota do exame pode ser usada para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que disponibiliza vagas no ensino superior público; o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas; e o Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destina a estudantes vagas gratuitas em cursos técnicos. O Enem é também pré-requisito para firmar contratos com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para a obter bolsas de intercâmbio pelo Programa Ciência sem Fronteiras.

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário