Digite sua busca e aperte enter


Imagem:

Compartilhar:

Com Joana Maria Silva, Brasil chega ao primeiro ouro no individual feminino em Glasgow

Criado em 17/07/15 16h28 e atualizado em 17/07/15 20h24
Por Da Redação*

Pela primeira vez neste Mundial Paralímpico de Natação, uma mulher brasileira chegou ao lugar mais alto do pódio. A primeira medalha individual do país entre as mulheres é de Joana Maria Silva, que se sagrou campeã dos 50m livre da classe S5. Com um desempenho surpreendente nos últimos metros da decisão, a campeã mundial deixou a espanhola Teresa Perales para trás e cravou 38s39, dois centésimos mais rápida que a segunda colocada. A israelense Inbal Pezaro foi a terceira colocada, com o tempo de 40s17. Esthefany Rodrigues, que também nadou a final, foi a sétima colocada, com 44s97.

"É um sonho que eu não quero acordar", comemora Joana Maria Silva após tornar-se campeã mundial. Ouça a entrevista do repórter Sergio Du Bocage:

A vitória teve sabor especial para ela por ter vencido sua principal rival, a espanhola Teresa Perales. “Estava balizada como segundo melhor tempo, e ganhar de Perales é um sonho que eu não quero acordar. Agradeço aos meus treinadores que me prepararam. E tudo isso é resultado de uma preparação minha e das outras pessoas que colaboram comigo”, contou a atleta.

Na prova mais rápida da modalidade, Joana contou como foram os metros que sacramentaram seu título. “Como nado sem óculos, não consigo ver quem está do meu lado, então vou pela minha tática. Pela manhã eu segurei na chegada, agora no final eu comecei a acelerar porque sabia que tinha alguém na minha frente. Então deu tudo certo. Sou bem realista, e estava imaginando um terceiro lugar. Mas as coisas acontecem quando a gente menos espera. Agora sou campeã do mundo”, celebra.

É a primeira vez que Joaninha - como é conhecida - vence uma prova individual de um campeonato mundial. Competindo desde os 14, a nadadora de 28 anos já foi bronze nos 50m e 200m livre e nos 50m borboleta em 2013 e bronze nos 50m borboleta em 2010. Em Glasgow, ela já havia garantido o primeiro lugar no revezamento 4x50m livre 20 pontos, nadando ao lado de Esthefany Rodrigues, Clodoaldo Silva e Daniel Dias.

Joana Maria Silva emociona-se ao subir no lugar mais alto do pódio no Mundial Paralímpico de Natação, em Glasgow
Joana Maria Silva emociona-se ao subir no lugar mais alto do pódio no Mundial Paralímpico de Natação, em Glasgow, na Escócia: é dela a primeira medalha individual feminina do país nesta edição do campeonato

Foto: Leandra Benjamin/CPB/MPIX

O Mundial Paralímpico de Natação começou na segunda-feira (13) e vai até o dia 19 de julho, com provas acontecendo na piscina do Tollcross International Swimming Centre. O campeonato está em sua sétima edição e distribuirá vagas para os Jogos Paralímpicos do Rio-2016. Ao todo, 571 atletas de 67 países participam do Mundial, e o Brasil está representado por 23 atletas. O Portal EBC, em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), transmite as provas ao vivo. As eliminatórias começam às 10h (6h, no horário de Brasília) e as finais sempre às 18h (14h, no horário da capital federal).

 

*com informações do Comitê Paralímpico Internacional

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade