Digite sua busca e aperte enter


Imagem: JARBAS OLIVEIRA / ALLSPORTS

Compartilhar:

Surpresa do feminino, Tiradentes (PI) fechou time masculino para jogar brasileirão

Criado em 06/11/15 17h03 e atualizado em 12/01/16 22h34
Por Gésio Passos Edição:Edgard Matsuki - Portal EBC

O Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino ainda não acabou, mas sem dúvida a surpresa da competição deste ano já foi escolhida: é a equipe do Tiradentes (PI). O time de Teresina chega as semifinais da competição após a diretoria tomar a decisão de suspender as atividades do time masculino, que disputaria a segunda divisão do Campeonato Piauiense.

O presidente do clube, o Major Canuto, resolveu dar preferência ao time feminino após conseguir a vaga no Campeonato Brasileiro. Neste ano, o Tiradentes (chamado no estado de “Tigrão” ou “Amarelão da PM”) foi uma das últimas a serem confirmadas na competição. “Com a oportunidade jogar o Brasileiro Feminino, deixamos de disputar a segunda divisão do Campeonato Piauiense Masculino, que os custos eram mais altos”, afirma Canuto.

Dar prioridade ao futebol feminino permitiu que o Tiradentes, mesmo com orçamento baixo, se reforçasse para a competição. O time contratou cinco jogadoras que atuavam pelo XV de Piracicaba de São Paulo, além de atletas que foram cedidas por outras equipes do Piauí. “Contamos também com as meninas da seleção, que supriram algumas carências do time e foram fundamentais para a boa campanha na segunda fase", afirma Canuto.

Uma dessas atletas é Andressinha. Em depoimento para o site da CBF, ela afirmou que esteve com receio após ser escolhida no draft. “Não conseguia imaginar como seria jogar no nordeste, já que eu sou gaúcha e sempre joguei em equipes do Sul”, conta. A jogadora diz estar surpresa positivamente e que as jogadoras irão “lutar até o fim para ir para a final”.

A folha salarial do elenco é de cerca de R$ 15 mil por mês. O presidente afirma que as atletas recebem uma ajuda de custo, além de hospedagem para aquelas que vieram de outras cidades. Canuto aponta que o recurso para bancar a equipe vem dos militares que são associados aos clubes sociais do Tiradentes. O time também conta com apoio da estrutura da PM para os treinamentos e do governo do estado, que cede os materiais esportivos e o estádio Albertão para os jogos.

O Major Canuto conta que a diretoria já definiu a continuidade do time. Ele afirma que está buscando patrocinadores e apoio de universidades para buscar mais reforços. Em novembro a equipe disputa a terceira edição do campeonato estadual e já se prepara para o Brasileirão de 2016, que será disputado no primeiro semestre.

Histórico

O time masculino do Tiradentes foi uma das primeiras equipes do Piauí a despontar no futebol brasileiro. Com o Campeonato Brasileiro inchado, o time disputou cinco vezes o campeonato nacional. A melhor colocação foi a 18ª posição em 1973 (já superada de longe pelo time feminino). Em 1983, o Tiradentes sofreu a maior goleada da história do Campeonato Brasileiro masculino: o time tomou 10 a 1 do Corinthians.

A história do time feminino é muito mais recente. O Tiradentes passou a atuar no futebol feminino a partir de 2006. A equipe venceu a primeira edição do campeonato estadual em 2012. Este ano, o campeonato piauiense será disputado no mês de novembro com a participação de quatro clubes. Esta é a segunda vez que o Tiradentes disputa o Brasileirão Feminino. Na primeira edição, em 2013, a equipe terminou em sétimo lugar.

Em 2015, a campanha tem sido melhor ainda. As piauenses conquistaram a primeira colocação nos grupos na primeira e na segunda fase. Em dez jogos, foram 26 gols marcados e apenas oito sofridos. O time venceu sete jogos, empatou dois e perdeu um. A equipe disputa a semifinal com o São José, atual campeão mundial feminino de clubes. A artilharia da equipe é divida entre Maga, Eliene e Iara, cada uma com três gols.

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário

Publicidade