Digite sua busca e aperte enter


Veja a série Conhecendo Museus

Imagem:

Compartilhar:

Veja a série Conhecendo Museus

Criado em 25/07/12 17h36 e atualizado em 26/07/12 10h06
Por TV Brasil Fonte:TV Brasil

Vamos conhecer os museus brasileiros? Este é o convite que uma câmera de TV faz aos telespectadores da série“Conhecendo Museus”, que aTV Brasil exibe desde maio, todas as terça-feira, às 17h30, com reprise aos sábados às 15h30.

Com uma narrativa inovadora, a série conta a história de 52 museus brasileiros e revela detalhes da vida de personagens singulares e notórios. Mostra objetos, obras de artes e documentos que fazem parte da memória brasileira. Os 52 episódios, com duração de 26 minutos, atraem pela linguagem ágil e moderna.

Com a proposta de manter um diálogo direto com o público, a visita aos museus é guiada pela câmera, que percorre, assim como o visitante, todos os seus espaços. Propicia, portanto, o conhecimento de forma instigante, mostrando os museus como instituições pulsantes, social e culturalmente ativas, e amplia a reflexão sobre a história, a política, a atualidade e o meio ambiente no país.
A iniciativa é uma coprodução entre a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a Fundação José de Paiva Netto (FJPN), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) e a TV Escola – Ministério da Educação (MEC).

Assista aqui alguns eposídios  da série e continue acompanhando na TV Brasil ou na página do programa

 

Primeiro episídio - Museu do Futebol

O Museu do Futebol foi criado para contar parte da nossa história sob o ângulo de uma paixão nacional, que nasceu inglesa e de elite. Daí sua missão de investigar, divulgar e preservar o futebol como patrimônio, como destacada manifestação cultural do povo brasileiro.
Esse espaço que já foi visitado por mais de um milhão de pessoas, e no qual se juntam generosamente conhecimento e emoção, é o tema do primeiro episódio da série.

 

 

Segundo episódio - Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Localizado na cidade do Rio de Janeiro, o acervo do MAM-RJ transformou-se numa das coleções de arte mais importantes do País. Por três décadas, a maioria dos artistas brasileiros de destaque encontrou na instituição seu terreno de ação mais imediato e visível.
Conheça o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, o palco da arte de vanguarda do século XX.

 

 

Terceiro episódio - Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro

O museu comunitário que leva o nome do bairro, foi criado em 2006, em uma casa doada pelos proprietários de um antigo armazém, a fim de atender demanda premente daquela comunidade, que reclamava um espaço em que a memória do lugar fosse fixada por meio do registro da história dos seus habitantes.
Faça com o programa Conhecendo Museus uma visita ao Museu Comunitário Lomba do Pinheiro, e veja essa iniciativa, fundamental tanto para a afirmação da identidade quanto para o aumento da autoestima dos moradores.

 

 

Quarto episódio - Museu das Bandeiras 

O quarto programa que foi ao ar pela TV Brasil foi o Museu das Bandeiras. O decreto de criação do Museu das Bandeiras é de 03 de dezembro de 1949. Foram quatro anos de reformas e adequações para receber os visitantes.

Entre elas a abertura de portas e a construção de banheiros. Apenas em 1954, o Museu das Bandeiras foi aberto à visitação.
Faça com o programa Conhecendo Museus uma visita a Cidade de Goiás, e conheça a história dos Bandeirantes em nosso país.

 

 

Quinto episódio -  Museu de Valores do Banco Central 

O quinto programa exibido pela TV Brasil foi o Museu de Valores do Banco Central.Ele fica na capital do nosso país, Brasília, nas instalações do Banco Central.

O vídeo do episódio desse museu, que conta a nossa história sob o ângulo da numismática e trás informações e imagens interessantes como o cofre com a reserva de ouro do Brasil, a história de Serra Pelada e das raras moedas conhecidas como "Peças da Coroação".

 

Sexto episódio -  Museu Naval

O sexto programa que foi ao ar pela TV Brasil foi o Museu Naval. Esse museu guarda as memória das atividades da Marinha brasileira desde o descobrimento do Brasil até os dias atuais.

Navegue por esses mares e aprenda mais sobre a história naval brasileira com a visita que o programa Conhecendo Museus fez ao Museu Naval.

 

 

Sétimo episódio - Museu de Arte Sacra da Boa Morte 

A câmera do Conhecendo Museus faz mais uma viagem ao Centro-Oeste do Brasil e conduz os espectadores pelas instalações do Museu de Arte Sacra da Boa Morte, que fica  na Cidade de Goiás. O espaçoe é reconhecido pela Unesco como patrimônio histórico e cultural mundial por sua arquitetura barroca, tradições culturais e pela natureza.

A câmera percorre os corredores de arquitetura de construção em pau-a-pique e pedra de formato octogonal. Sua torre sineira externa possui um sino de som grave fundido na cidade em 1785. O espaço é um grande conservador da memória da arte sacra brasileira e fica no prédio da antiga igreja da Boa Morte.

As obras do museu são coleções de vários autores, com destaque para o artista Veiga Valle, o “Aleijadinho goiano” . Hoje, com aproximadamente mil peças, o acervo é composto de imaginária, prataria, mobiliário, porcelana, retábulos, indumentárias, gravuras e pinturas. Coroas, cálices, castiçais, tocheiros e lampadários dos séculos 18 e 19, peças de origem portuguesa e telas com temas religiosos completam o acervo.

 

 

Oitavo episódio - Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho

A câmera do  Conhecendo museus faz a sua primeira visita ao Nordeste do Brasil e vai nos guiar ao  Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho, localizado no estado do Maranhão. O espaço está instalado na ilha de São Luís, em um sobrado do século 19. O local preserva toda a riqueza da produção cultural popular maranhense, com uma exposição permanente que inclui vestimentas, adereços e objetos usados em festas e nas manifestações folclóricas.

O Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho a começar pelo nome homenageia o povo do Maranhão. Seu acervo foi criado em 1982 a partir do Museu do Folclore e Arte Popular e da Biblioteca do Folclore.Pierre Verger, fotógrafo e etnólogo, tem as fotos que tirou em 1950 em uma das visitas que ele fez a cidade, expostas no centro cultural.

E como não podia faltar, o Bumba-meu-boi, uma das festas mais tradicionais do Estado, também ganhou um espaço único no programa Conhecendo Museus.  Vale a pena conferir o episódio que mostra a preservação da cultura maranhense em uma cidade considerada Patrimônio Histórico da Humanidade.

 

 

Nono episódio - Museu de Arte Moderna de São Paulo 

Após visitar diversas cidades brasileiras, passando pelo Centro-Oeste e Nordeste, a câmera do Conhecendo Museus volta a São Paulo, e desta vez, a visita será ao MAM. O programa foi ao Parque do Ibirapuera  visitar o Museu de Arte Moderna, um dos mais expressivos da América Latina.

Antes de chegar ao Museu, o visitante já está em contato com parte do acervo: É o Jardim de Esculturas, uma área de 6 mil m² com paisagismo de Burle Marx. O Museu fica localizado no Parque do Ibirapuera, considerado a área verde mais importante da cidade de São Paulo e o MAM está entre o Pavilhão da Bienal e a Oca, conjunto projetado por Oscar Niemeyer, na década de 1950.

A câmera vai percorrer os corredores do Museu e mostrará os ateliês, a biblioteca, o auditório para 200 pessoas, além de um restaurante e uma loja, com produtos exclusivos da grife MAM-SP. E mais, o Museu conta com mais de 5 mil obras que compõem o acervo.

O programa registrou também a movimentação da programação cultural e educativa, com oficinas, cursos e visitas monitoradas pelo Setor Educativo. Criado em 1996, cumpre a função mais importante do Museu, a de formar o público.

O Setor Educativo ainda desenvolve projetos para portadores de necessidades especiais. A Área de Acessibilidade foi fundada em 2010, mas desde 2002, o MAM-SP mantém o Programa Igual Deferente, que promove cursos anuais de distintas modalidades artísticas. Mais de 2.400 pessoas já participaram. Há ainda visitações dialogadas na Língua Brasileira de Sinais.

 

 

Décimo episódio - Museu do Diamante 

A câmera do Conhecendo Museus embarca até a cidade histórica de Minas Gerais, Diamantina e vai mostrar a sua importância histórica para o estado e para o país. O Museu da vez é o Museu do Diamante que ocupa, um dos prédios de maior significado histórico e arquitetônico para a cidade de Diamantina.

Construído em 1749, foi residência do Inconfidente Padre José de Oliveira e Silva Rolim, natural do Antigo Arraial do Tijuco e um dos principais implicados na chamada Conjuração Mineira de 1789. O imóvel permaneceu em mãos de particulares até 1945, quando foi desapropriado pela União, que instalou o Museu.

O Museu do Diamante tem a missão de recolher, classificar, conservar e expor elementos característicos das jazidas de diamante ocorrentes no Brasil além de sua influência na economia e no meio social do antigo Distrito de Diamantina e de outras regiões do país.

A câmera vai guiar o telespectador nos corredores do Museu, que reúne arte sacra, mobiliário, armaria, transporte, indumentária, tecelagem, mineração e outros objetos. Destacam-se, neste acervo, as balanças de pesagem de ouro e diamante e os oratórios característicos da região.

O acervo fotográfico é composto de fotografias de personalidades de Diamantina, ruas, casas e monumentos da cidade, e sobre mineração e garimpo na região. Nesse episódio do Conhecendo Museus é possível entender a história e a importância do diamante na construção da cidade e da sociedade de Diamantina.

 

Você pode continuar acompanhando pelo YouTube da TV Brasil e também na programação semanal da TV. Todas as terças-feiras às 17h30,  com reprise nos sábados às 15h30

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário