Digite sua busca e aperte enter


Crianças na cozinha

Imagem:

Compartilhar:

Crianças de avental: adote essa ideia!

Criado em 29/11/13 09h09 e atualizado em 29/11/13 10h13
Por Bruna Ramos Fonte:Portal EBC

Crianças na cozinha 2
Criança abrindo a massa para preparar uma pizza  (WellspringCS/ Creative Commons)

Pode parecer inusitado, mas estimular crianças a irem para a cozinha é positivo em diversos pontos. Além de estimular uma alimentação mais saudável, aguça os sentidos e o imaginário do pequeno cozinheiro. “Crianças que cozinham têm uma relação direta com alimentação saudável. Porque por meio do tato, do olfato e do paladar elas aumentam a intimidade com o alimento e a vontade de consumi-lo”, defende a nutricionista Erika Porto.

Por menor que seja a criança, sempre há espaço para ela na cozinha, defende Alessandra Brant, idealizadora do Arca do Sabor, um projeto que ensina culinária a pequenos, em Brasília. Suas turmas têm idade mínima de 4 anos, mas ela afirma que menores também podem se aventurar neste universo. “Uma vez peguei uma criança de 2 anos que estava acostumada a cozinhar com o pai e conseguia até quebrar ovo”, relembra.

Leia também:

Em busca de alimentação nutritiva, mães se dedicam a cozinhar

Maus hábitos alimentares estão diretamente ligados à obesidade infantil

Para cada fase – e dependendo da intimidade de um menor com os apetrechos culinários – é possível estabelecer limites até onde ele pode chegar. Os menores adoram sovar a massa e misturar ingredientes. A partir dos 4 anos eles têm mais habilidade para descascar um alimento e inserir ingredientes na tigela, por exemplo. As facas, apesar de serem consideradas as maiores vilãs da cozinha, podem ser usadas com parcimônia. “Entrego a faca para a criança, acho importante ela aprender a manuseá-la. Mas a gente vai adequando os tipos de faca à medida que ela vai testando sua autonomia”, explica Alessandra.

O que muitos pais perceberam ao incluir seus filhos na preparação de receitas, foi comprovado em uma pesquisa realizada pela Universidade de Alberta, no Canadá. O estudo envolveu alunos da quinta série de 151 escolas e verificou que aqueles que ajudavam na cozinha eram mais propensos a optar por frutas e vegetais em vez de comidas menos saudáveis. “Crianças que gostam de frutas e vegetais tendem a comê-los mais frequentemente e a ter melhor alimentação”, concluiu a autora do estudo, Yen Li Chu.

Crianças cozinhando 1
A intimidade com o alimento aumenta a vontade de consumi-lo, afirma nutricionista  (dominique . B/ Creative Commons)

Como começar

Para incentivar o gosto pela cozinha nos pequenos é importante que seja feita uma inserção natural deles no ambiente. “Cozinhar é uma vivência, faz parte do nosso cotidiano. E as crianças devem fazer parte desse processo”, defende Alessandra. Receitas simples são sempre a melhor escolha quando se tem o auxílio do filho na preparação. “Quando a criança é envolvida no processo, ela se sente útil, produtiva e valorizada. Com isso, tem cada vez mais vontade de ir além”, opina Erika.

A nutricionista alerta, porém, para o cuidado dos pais na hora de escolher a receita. “É importante que sejam receitas mais saudáveis, se não o tiro pode sair pela culatra”, diz, citando a moda entre as crianças de preparar cupcakes.

Um bom exemplo é o Pirulito de Peixe, desenvolvido por Alessandra Brant e ensinado em uma oficina da Arca do Sabor. Confira a receita:

Pirulito de Peixe

Ingredientes:
- 500g de filé de tilápia
- 300g de farinha de rosca
- 100g de queijo ralado
- azeite extra-virgem
- 1 ovo
- salsinha
- sal
- pimenta

Preparo:

Corte o filé de tilápia em quadrados grandes – cada filé deverá ser cortado em 6 partes. Tempere com sal, pimenta e um pouco de azeite. Misture a farinha de rosca com o queijo ralado e com a salsinha. Bata o ovo, espete cada 2 quadrados no palito e mergulhe no ovo batido. Passe o pirulito na mistura de farinha e coloque para assar em forma untada com azeite.

Serviço:

Arca do Sabor - As oficinas são realizadas aos sábados, das 15h às 17h, na Asa Sul. O cardápio é pré-definido e os interessados devem fazer um pré-agendamento no blog. Tefefone: (61) 4141 - 4759

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário