X

Digite sua busca e aperte enter


Doces e Balas - Cosme e Damião

Imagem: Rafael Budni

Compartilhar:

Por que ganhamos doces no dia de Cosme e Damião?

Criado em 25/09/12 14h24 e atualizado em 07/07/16 16h46
Por Adriana Franzin Fonte:Portal EBC

Nos dias 26 (para os católicos) e 27 de setembro (para o Candomblé e a Umbanda), comemora-se o Dia de Cosme e Damião. Eles eram dois irmãos gêmeos que eram médicos e viveram na Ásia Menor. Ficaram conhecidos porque curavam pessoas e animais sem cobrar dinheiro. Morreram por volta do ano 300 d.C. degolados, vítimas de uma perseguição do imperador romano Deocleciano. Na religião católica, o dia 26 de setembro lembra os jovens que pregavam os ensinamentos de Jesus Cristo. Eles são considerados os padroeiros dos farmacêuticos, médicos e das faculdades de medicina.

“Não são as mesmas figuras, mas em ambas são irmãos com histórias de vida muito parecidas”, explica Pai Nino D Osumarê, da Federação de Umbanda e Candomblé de Brasília e do Entorno.

Cosme e Damião
Santos Cosme e Damião

Leia também:

Você sabe quem são Cosme e Damião?

Cosme e Damião ou Ibejis? Conheça a diferença

No Candomblé e na Umbanda, o dia de Cosme e Damião é 27 de setembro. Nessas crenças, eles são conhecidos como os orixás Ibejis.São filhos gêmeos de Xangô e Iansã. Os devotos e simpatizantes têm o costume de fazer caruru (uma comida típica da tradição afro-brasileira), chamado também de “Caruru dos Santos” e “Caruru dos sete meninos” que representam os sete irmãos (Cosme, Damião, Dou, Alabá, Crispim, Crispiniano e Talabi), e dar para as crianças.

Na Igreja Ortodoxa, os santos são celebrados no dia 1º de novembro. Já os ortodoxos gregos comemoram em 1º de julho.

São Cosme e Damião também são considerados protetores dos gêmeos e das crianças. Por isso, as pessoas criaram o costume de distribuir os doces para homenagear os santos ou cumprir promessas feitas a eles.

 

Leia também:

Instituto aponta irregularidades em balas e doces de São Cosme e Damião

Veja Vídeo da TV Brasil

Creative Commons - CC BY 3.0 -

 

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário