Digite sua busca e aperte enter


Guimarães Rosa escreveu um dos livros mais importantes da literatura brasileira

Imagem:

Compartilhar:

Você sabe quem foi Guimarães Rosa?

Criado em 20/06/13 11h01 e atualizado em 20/06/13 11h29
Por Plenarinho

João Guimarãoes Rosa nasceu no dia 27 de junho de 1908, numa cidade chamada Cordisburgo, interior de Minas Gerais. Quando criança, a sua principal diversão era se trancar no quarto para imaginar personagens de histórias mirabolantes.

Guimarães Rosa
Guimarães Rosa escreveu um dos livros mais importantes da literatura brasileira (Wikimedia Commons)

Apesar de ter se formado em medicina, a verdadeira paixão dele sempre foi inventar narrativas interessantes. Ele também gostava muito de aprender outras línguas. Falava húngaro, russo, chinês, alemão, inglês, francês, romeno e italiano, entre outras línguas. Por conta disso, foi incentivado por um amigo a seguir carreira de diplomata. 

Nessa nova profissão, Rosa conheceu o mundo. Ele sempre carregava um caderinho de anotações para registrar tudo o que via. Como representante brasileiro na Alemanha, ele passou por uma situação que marcou profundamente a sua vida. O país estava em guerra. Durante uma noite, acordou com vontade de comprar cigarros. Quando voltou, percebeu que sua casa não estava mais lá! Havia sido destruída por uma bomba! Isso fez com que Guimarães Rosa se tornasse um homem muito supersticioso.

Em 1946, ele escreveu seu primeiro livro, chamado Sagarana, misturando as historinhas que ele tinha anotado em seu caderno desde a época em que era médico em Itaguara (MG) até as suas vivências em outros países. Dez anos depois ele publicou Grande Sertão: Veredas, um dos livros mais importantes da literatura brasileira.

O apelido de "feiticeiro das palavras" foi dado a Guimarães Rosa porque ele adorava inventar palavras novas. Por exemplo: “taurophtongo”, que significa o mugido do touro. Para criar essa expressão ele misturou o termo grego “tauros” (que quer dizer touro) e “phtoggos” (que significa som da fala).

E “enxadachin”, você se atreve a dizer o que significa? É uma mistura de enxada com espadachim. O termo foi inventado para descrever os trabalhadores do campo que usavam a enxada como instrumento de luta para sustentar suas famílias.

Guimarães Rosa morreu em 1967, três dias depois de tomar posse na Academia Brasileira de Letras. Aliás, morreu, não! Como ele dizia: "as pessoas não morrem, ficam encantadas".

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário