Digite sua busca e aperte enter


Leônidas da Silva jogou no São Paulo de 1942 a 1950

Imagem:

Compartilhar:

Quem inventou o gol de bicicleta?

Criado em 06/09/13 09h31 e atualizado em 06/09/13 11h26

Leônidas da Silva jogou no São Paulo de 1942 a 1950
(Arquivo Histórico do São Paulo)

De costas para o gol, o jogador se joga para trás, impulsiona o ar com uma perna e bate na bola com a parte de cima do outro pé. Há quem diga que quem criou o gol de bicicleta foi o brasileiro Petronilho de Brito. Outros historiadores e esportistas afirmam que o inventor foi o espanhol naturalizado chileno Ramón Unzaga Asla. Ele teria marcado um gol de bicicleta contra a Argentina durante a Copa América de 1920.Por causa dele, a jogada foi batizada de "chilena", e é assim que é chamada até hoje pela população de países de língua espanhola.

De toda forma, quem imortalizou e tornou mundialmente conhecida a bicicleta foi o jogador brasileiro Leônidas da Silva. É que ele executava a manobra com tanta perfeição e frequência que acabou fazendo dela sua marca. A primeira vez que o atacante apresentou a sua bicicleta foi em 24 de abril de 1932, numa partida entre Bonsucesso e Carioca. Ele repetiu o feito nos clubes em que passou e também na Copa do Mundo de 1938, impressionando torcedores das mais variadas nacionalidades. Devido à elasticidade da jogada, ele também era chamado de Homem-Borracha por parte da imprensa esportiva.

Leônidas da Silva jogou no São Paulo de 1942 a 1950
(Arquivo Histórico do São Paulo)

Se estivesse vivo, Leônidas da Silva, que ficou conhecido como Diamante Negro, completaria 100 anos hoje (6 de setembro) Ele morreu em 2004, mas suas grandes jogadas permanecem vivas na memória do futebol nacional e internacional. 

Saiba mais sobre a vida de Leônidas da Silva aqui

Ele nasceu em 1913, no Rio de Janeiro, e começou a jogar futebol com apenas 10 anos de idade, atuando pelo São Cristóvão, time do bairro onde cresceu. Passou pelo Sírio Libanês Futebol Clube e pelo Bonsucesso, onde também jogou basquete. Ouça o próprio Leônidas da Silva falando de sua trajetória em trecho do programa Heróis de Todo Mundo, que integra o acervo da TV Brasil:

 

Creative Commons - CC BY 3.0 -

 

Depois, Leônidas passou pelo Peñarol, do Uruguai e voltou ao Brasil jogando ainda por Vasco, Botafogo, Flamengo e São Paulo. Foi campeão por todos eles, mas nunca conseguiu fazer o Brasil ganhar uma Copa do Mundo.

O Diamante Negro detém a melhor média de gols da história da seleção brasileira, tendo realizado 37 jogos e balançado as redes 37 vezes. Embora sua qualidade tenha sido incontestável, ele é frequentemente esquecido nas listas de maiores jogadores brasileiros, em certa medida por não ter conquistado uma Copa. 

Curiosidade:

O criador do apelido de Diamante Negro foi o jornalista francês Raymond Thourmagem, da revista Paris Match, que encontrou no termo uma forma de caracterizar a magia do futebol de Leônidas da Silva. Logo após a Copa de 1938, a Lacta lançou o chocolate de mesmo nome para a população francesa. A empresa chegou a pagar uma pequena quantia ao jogador pelo direito de explorar a marca. Introduzido no Brasil, o chocolate se tornou rapidamente o mais vendido do país.

Creative Commons - CC BY 3.0

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Deixe seu comentário

Publicidade