Digite sua busca e aperte enter


Imagem:

Compartilhar:

O que são anfíbios?

Criado em 09/03/15 11h12 e atualizado em 09/03/15 11h53
Por Fiocruz

Os anfíbios são animais que se caracterizam por ter duas formas de vida: a fase larval e a fase adulta.

Em geral, a primeira fase desses animais é de vida aquática e, assim como os peixes respiram por brânquias. Ao longo dessa fase, eles desenvolvem patas e a respiração torna-se pulmonar ou cutânea (através da pele), fazendo com que possam viver tanto na água, quanto em terra firme.

São animais de pele fina e úmida e não possuem pelos ou escamas.

Os anfíbios existem há mais de 350 milhões de anos e foram os primeiros animais a apresentar musculatura para se sustentar fora da água.

Os anfíbios são agrupados em três ordens, com ampla distribuição geográfica na terra: De acordo com a literatura são conhecidas 5.500 espécies e a anfibiofauna da América do Sul é a mais rica do planeta, com aproximadamente 1.740 espécies, distribuídas por 140 gêneros e 16 famílias. No Brasil são atualmente conhecidas 517 espécies de anfíbios.

Conheça algumas:

Sapo Cururu

Sapo Cururu
Creative Commons - CC BY 3.0 - Sapo Cururu

Bill Waller - Wikimmedia Commons

Nome científico: Bufos spp
Classe: Amphibia
Superordem: Salienta
Ordem: Procoela
Família: Bufonidae 
Habitat: Matas tropicais
Hábitos: noturnos
Nome popular: Sapo cururu

Características: O sapo cururu é o mais comum na fauna brasileira. Possui duas glândulas de veneno na parte posterior da cabeça que, quando acionadas, espirram um líquido de odor desagradável. O predador que ingerir esse veneno, certamente morrerá, pois é altamente tóxico. Os machos são menores que as fêmeas. Medem cerca de 140 mm enquanto as fêmeas medem 170 mm. O período de reprodução é no início da primavera. Os ovos são postos em fileiras e podem alcançar até 5 m de comprimento.Os girinos nascem dez dias depois, que passam por uma série de mudanças ao longo do seu desenvolvimento até se transformar em sapinhos. Alimentam-se de insetos, camundongos, cobras e caracóis.

Nome científico: Rana pipiens 
Classe: Anphibia
Superordem: Salientia
Ordem: Diplasiocoela
Família: Ranidae
Nome popular: Rã comum

Características: As rãs são animais mais aquáticos de pele fina e úmida, patas fortes e dedos longos. Em geral, alimentam se de caramujos, lesmas e insetos. As rãs comuns não possuem muitos meios de defesa e são presas fáceis de peixes carnívoros, aves pernaltas e cobras. A reprodução começa no fim do inverno, logo após a ibernação. A fêmea põe de 2.000 a 3.000 ovos. As rãs também são muito cobiçadas pelos seres humanos por causa de sua carne, que é muito saborosa.

Perereca

Nome científico: Osteocephalus Taurinus
Classe: Amphibia
Superordem: Salientia
Ordem: Diplaciocoela
Família: Polypedatidae
Nome popular: Pererecas

Características: São pequenas e mais coloridas que as rãs e os sapos. Possuem pele lisa e dedos compridos e uma espécie de adesivo nas pontas dos dedos que permitem se fixar em galhos de árvores. Podem saltar até dois metros de altura.

Salamandra de fogo

Nome científico: Salamandra salamandra terrestris
Classe: Amphibia
Ordem: Caudatas
Família: Salamandridae
Habitat: Regiões arborizadas 
Hábitos: Noturnos
Nome popular: Salamandra de fogo

Características: As lavas são aquáticas e se tornam terrestres quando adultas. Sua pele tem coloração preta e amarela. Medem entre 140 e 200 milímetros. Possui glândulas excretoras na parte de trás da cabeça e seu veneno é altamente tóxico. A reprodução ocorre na primavera. Os ovos se desenvolvem no órgão genital da fêmea e nascem dentro d’água. Na fase adulta, as salamandras perdem a capacidade de viver dentro da água. 
Existem várias subespécies de salamandras que se diferem entre cores e tamanhos. Vivem principalmente na Europa e norte da África.

Tritão

Nome científico: Triturus Alpestris
Classe: Amphibia
Ordem: Caudata
Subordem: Salamandroida
Família: Salamandridae
Nome popular: Tritão

Características: O Tritão tem a pele lisa e coberta por um muco venenoso que, além de proteger contra predadores, mantém sua umidade. Medem entre 8 e 14 centímetros.
As larvas são vegetarianas e conforme seu crescimento se torna carnívora. Na fase adulta se alimentam de insetos, vermes, crustáceos e moluscos.
A reprodução acontece na primavera. Nessa fase, o macho desenvolvem membranas natatórias nos pés e uma espécie de crista no dorso, que somem assim que termina a fase do acasalamento.
Vivem até 18 anos.

Proteu

Nome científico: Proteus Anguineus
Classe: Amphibia
Ordem: Caudata
Família: Poteidae
Nome popular: Proteu

Características: Tem o corpo alongado e possui duas brânquias vermelhas que parecem pernas. Mede entre 20 e 30 centímetros. Possui dois minúsculos olhos quando nascem que, depois de três meses penetram na pele e desaparecem. O proteu é um anfíbio subterrâneo e parente próximo da Salamandra. Passa toda sua vida como larva. A reprodução é semelhante a da salamandra, mas não há acasalamento. O macho produz um ‘saco de esperma’ que é colhido pela fêmea. Os ovos se fecundam a medida que são postos. Alimentam-se de camarões de água doce e resíduo de animais.

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário