X

Digite sua busca e aperte enter


Mercúrio

Imagem: Wikimedia Commons

Compartilhar:

Conheça alguns metais que são tóxicos ao organismo humano

Criado em 08/01/16 11h09 e atualizado em 08/01/16 11h20
Por Fiojovem - Fiocruz

Os elementos químicos têm sido bastante estudados e usados na indústria há pouco mais de um século. No caso dos metais, foram introduzidos no dia a dia das pessoas sob as mais diversas formas e utilidades. A partir de suas propriedades biocidas, muitos foram usados como venenos. Aos poucos, os pesquisadores descobriram que o excesso de contato com esses elementos pode causar danos à saúde. Na maioria dos casos, eles inativam moléculas e proteínas, alterando o funcionamento normal do corpo.

Mesmo aqueles importantes para o bom funcionamento do nosso organismo são prejudiciais em doses acima do necessário.

Abaixo, conheça alguns dos metais que podem ser tóxicos ao organismo humano:

Mercúrio

É o único metal líquido a temperatura ambiente e também muito volátil (que evapora com mais facilidade). Está no ar vindo da combustão do carvão, diesel, refinarias, lixo hospitalar, fábricas, além de ser usado em garimpos de lastro (realizado nas margens dos rios). Ele pode ser encontrado em produtos como lâmpadas fluorescentes, termômetros, equipamentos médicos e dentários, entre outros. Quando o mercúrio chega em alguns corpos d’água, microorganismos o transformam no tóxico metilmercúrio, que se acumula no ambiente e nos seres vivos, apresentando maiores concentrações nos peixes de topo de cadeia alimentar. Quando comemos peixe contaminado, o mercúrio se acumula no nosso corpo. A contaminação por este metal pode causar problemas neurológicos, como perda de coordenação motora e sensorial, perda de visão e audição.

Chumbo

Uma variedade de produtos de consumo, tintas, e componentes automotivos, baterias, combustíveis, fungicidas e produtos da indústria de plásticos contém chumbo. Os principais danos causados, por ele ser neurotóxico, são problemas cognitivos (de aprendizagem), de coordenação motora, comportamental ou gastrintestinais.

Arsênio

Usado em alguns herbicidas e pesticidas ou preservação de couros ou madeiras, tintas, detergentes e em eletrônicos. A contaminação por quantidades acima do tolerável pode causar, problemas nos sistemas digestivo, respiratório e nervoso, câncer no pulmão e de pele e em altos níveis pode levar à morte.

Manganês

É um metal essencial para as células. Ele atua no processo de formação de ossos e tecidos, nas funções reprodutivas e no metabolismo de carboidratos e lipídios, que é a transformação dessas substâncias dentro do organismo. “Mas, em níveis elevados, como aqueles encontrados em certos ambientes de trabalho, pode se tornar neurotóxico, ou seja, causar danos ao cérebro, e afetar os pulmões (podendo causar bronquite e pneumonia)”, diz Fátima Moreira, pesquisadora do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/Fiocruz).

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário