X

Digite sua busca e aperte enter

Sem Censura debate a televisão brasileira em edição especial nesta quinta (18)

Publicado em 17/05/2017 - 15:58

Vera entrevista o jornalista Artur Xexéo, a colunista Patrícia Kogut e Ney Latorraca

O programa Sem Censura traça um panorama sobre a história da televisão brasileira em um descontraído bate-papo nesta quinta (18), ao vivo, às 17h, na TV Brasil. Para conversar sobre os quase 70 anos da tevê no país, a apresentadora Vera Barroso recebe convidados que conhecem bem o universo das telinhas: os jornalistas Artur Xexéo e Patrícia Kogut, o ator Ney Latorraca e o pesquisador Felipe Muanis.

Xexéo comenta a recém-lançada biografia da apresentadora Hebe Camargo, um dos ícones da televisão brasileira. Já a colunista Patrícia Kogut destaca as principais atrações televisivas que foram ao ar no país em seu livro de estreia. O ator Ney Latorraca recorda o sucesso da novela "Vamp" que foi adaptada para o teatro com vários artistas do elenco original. A tevê contemporânea e a metalinguagem são temas pesquisados pelo professor Felipe Muanis.

Na conversa com Vera Barroso, o jornalista Artur Xexéo fala sobre o lançamento do livro "Hebe – a biografia", sobre a trajetória da apresentadora de televisão Hebe Camargo. Na obra, o autor conta histórias da vida e passagens marcantes da carreira de Hebe, personalidade que foi um dos grandes nomes da tevê brasileira.

O cronista recorda o trabalho dessa figura popular, espontânea e autêntica. Durante um ano e meio, Xexéo pesquisou e mergulhou no legado da apresentadora. O escritor procurou novidades para abordar na biografia em que destaca aspectos que imaginava ser menos conhecidos como a época em que Hebe se dedicava à vida de cantora.

Colunista de tevê, a jornalista Patrícia Kogut aborda, em seu livro de estreia "101 Atrações de TV que sintonizaram o Brasil", uma seleção dos principais programas e personagens que fizeram história na televisão do país. Na obra, ela prioriza o pioneirismo em detrimento da audiência.

A publicação de Kogut traz uma série de produções: novelas, como "Roque Santeiro", que ilustra a capa; os "enlatados" americanos como "Jeannie é um gênio"; e artistas que são referências no universo da televisão como Laura Cardoso, Regina Duarte, Tarcísio Meira, Jô Soares e Chico Anysio.

Em cartaz no teatro com o musical "Vamp", o ator Ney Latorraca recorda a importância da novela homônima que foi ao ar no início da década de 1990 na Rede Globo. A adaptação da trama para os palcos considera a memória afetiva do público já que muitos dos atores revivem no palcos os papeis dos personagens que interpretaram na telinha. O ator volta à cena com o vilão Vlad enquanto a atriz Claudia Ohana resgata a cantora Natasha.

Graduado em jornalismo, com mestrado e doutorado em Comunicação Social, o pesquisador e professor Felipe Muanis leciona audiovisual na Universidade Federal Fluminense (UFF). Ele coordena o ENTELAS, grupo de pesquisa em televisão, imagem, teoria, e recepção. Um dos projetos de Felipe refere-se às imagens autorreferentes da televisão: "As metaimagens e a transformação do visível na televisão contemporânea".

Serviço:
Sem Censura – quinta-feira (18), às 17h00, na TV Brasil.

 

Compartilhar: