X

Digite sua busca e aperte enter

Recordar é TV celebra o legado de Jorginho do Pandeiro nesta terça (18)

  • 17/07/2017 13h00
  • Gecom

Em tributo ao músico Jorginho do Pandeiro, o programa Recordar é TV apresenta uma edição especial que destaca a importância do artista, um dos maiores representantes do chorinho. A atração vai ao ar nesta terça (18), às 21h30, na TV Brasil.

Figura emblemática do gênero, Jorginho do Pandeiro integrava o Conjunto Época de Ouro, fundado por Jacob do Bandolim. O pandeirista faleceu no dia 6 de julho, aos 86 anos, em função de complicações decorrentes de uma infecção urinária.

 

Para reverenciá-lo, o Recordar é TV exibe o especial “Época de Ouro, lenda viva do Choro” gravado na Sala Funarte em 2012 e que foi ao ar naquele ano pela TV Brasil. O saudoso radialista Cristiano Menezes foi o mestre de cerimônias do show.

 

O pandeirista e seu grupo - amantes da música instrumental e da MPB - prestaram uma bela homenagem ao gênero musical que teve grande destaque no passado e, ainda hoje, atrai um número expressivo de apreciadores: o chorinho.

 

Carreira na Rádio Nacional e no Época de Ouro

 

Mais conhecido pelo pseudônimo Jorginho do Pandeiro, Jorge José da Silva era uma lenda do samba e do choro. Com mais de 70 anos de carreira, tornou-se uma referência com sua técnica no instrumento, além do jeito simples, fala mansa e descontração que o caracterizavam.

 

Jorginho do Pandeiro trabalhou como músico na Rádio Nacional do Rio de Janeiro nas décadas de 1960 e 1970. Também fez parte de outras emissoras como a Mayrink Veiga e a Tamoio, onde começou aos 14 anos.

 

Além de ter integrado diversas orquestras e conjuntos regionais, o artista participou de gravações históricas de Jacob do Bandolim, fundador do Época de Ouro, lendário grupo no qual ingressou em 1972, três anos após a morte do bandolinista. Jorginho liderou uma espécie de renascimento do choro nos anos 1970 e conduziu o grupo até sua morte. Desde 2010, o conjunto participava do programa de auditório homônimo nas Rádios Nacional e MEC AM.

Recordar é TV celebra legado de Jorginho do Pandeiro nesta terça (18)
Recordar é TV celebra legado de Jorginho do Pandeiro nesta terça (18) IMAGEM: Gecom

 

A atual formação do Época de Ouro reunia, além de Jorginho do Pandeiro, os músicos Antonio Rocha (Flauta), Ronaldo do Bandolim (bandolim), Toni (violão 7 cordas), Jorge Filho (cavaquinho), André Bellieny (violão 6 cordas) e o filho do artista e produtor do grupo, o percussionista Celsinho Silva (pandeiro).

 

 

Parceiros

 

Ao longo da sua trajetória, o saudoso ritmista construiu uma carreira sólida. Jorginho desenvolveu diversas atividades ligadas à música brasileira, como os trabalhos ao lado de Jacob do Bandolim e também a produção de discos de artistas como Chico Buarque, Elizeth Cardoso e Marisa Monte.

 

A obra do pandeirista inclui, ainda, projetos com personalidades como Luiz Gonzaga, Beth Carvalho e Paulinho da Viola. Com larga experiência, Jorginho acompanhou, também, cantores do porte de Sílvio Caldas, Orlando Silva, Cartola, Nelson Cavaquinho, Martinho da Vila, Emilinha, Marlene, Clara Nunes e Alcione.

 

Jorginho nasceu em 1930 numa família de músicos e, aos sete anos, já tocava ao lado do pai, o violonista Caetano José da Silva. Eles sempre recebiam em casa nomes da cena artista da época como Pixinguinha. Os irmãos mais velhos, Lino e Dino, também se tornaram músicos. Lino do Cavaquinho e Dino 7 Cordas também ganham um instrumento de alcunha como o caçula.

 

Serviço:

Recordar é TV com Jorginho do Pandeiro – terça-feira (18), às 21h30, na TV Brasil.

Recordar é TV com Jorginho do Pandeiro – sábado (22) para domingo (23), à 0h30, na TV Brasil.