X

Digite sua busca e aperte enter

Programa “Mídia em Foco” ouve a opinião de especialistas sobre a Interatividade

  • 05/03/2018 08h58
  • Gecom

Para o filósofo e pesquisador Pierre Lévy, todos os meios de comunicação permitem alguma interatividade. Nem o espectador diante de uma TV analógica pode ser considerado um receptor absolutamente passivo. A diferença estaria no grau de interatividade em cada mídia. O filósofo cita o dramaturgo Bertolt Brecht, que já na década de 1930 via grande potencial de interatividade no rádio.

Ainda participam do “Mídia em Foco” os professores Alan Angeluci, da Universidade de São Caetano do Sul (USCS) e Vicente Gosciola, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi, além do jornalista Marcel Naves, diretor de programação da allTV.

Para Gosciola, “a interação avança o conceito da interatividade, avança e evolui de participativo para colaborativo.” Marcel Naves acrescenta que “as pessoas há muito tempo deixaram de ser meras coadjuvantes, para se tornarem protagonistas da história.”

Serviço:
Mídia em Foco – Interatividade
Segunda-feira, 5 de março, às 22h45, na TV Brasil.