Digite sua busca e aperte enter


Perspectiva 2015: confira o que está por vir no próximo ano

Imagem:

Compartilhar:

Perspectiva 2015: confira o que está por vir no próximo ano

Criado em 31/12/14 12h51 e atualizado em 31/12/14 12h51
Por Fernanda Duarte e Líria Jade | Edição: Leyberson Pedrosa Fonte:Portal EBC

Temas importantes movimentam a vida da sociedade logo no início do próximo ano. Meta da inflação, novo perfil do Congresso Nacional, Objetivos do Milênio, Jogos Mundiais Indígenas, Pan e Parapan-americano... confira o que está por vir em 2015 na perspectiva do Portal EBC (clique sobre os ícones ou navegue pela matéria)

  • 1. Inflação deve permanecer alta em 2015

    A expectativa do Banco Central é que a inflação diminua e chegue ao centro da meta, de 4,5%, até o fim de 2016. A curto prazo, no entanto, tendência é que o índice tenha um aumento ocasionado pelo realinhamento de preços como energia e combustível, em relação aos valores de mercado; e de preços domésticos com base nos internacionais. Também é esperado crescimento moderado do crédito.

  • 2. Câmara renova 46% de sua bancada

    Entre os 513 deputados federais eleitos, 238 são novos parlamentares (46,39%) e 275 foram reeleitos . Os partidos da presidenta reeleita Dilma Rousseff (PT) e de seu vice, Michel Temer (PMDB), permanecem na liderança em número de representantes. Contudo, o PT perdeu 18 deputados e o PMDB elegeu cinco a menos em relação ao último mandato. O PSDB, de Aécio Neves cresceu 22,73% e, com 54 deputados, torna-se a terceira maior força partidária. O PSB, partido de Marina Silva, pulou de 24 para 34 representantes e estará entre as seis maiores forças na Câmara. No Senado, houve renovação de um terço da Casa . Nele, o PMDB tem maior representação com 19 senadores. Em segundo, aparece o PT com 13 e, em terceiro, o PSDB com 12. Levantamento feito em outubro pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) mostra um aumento, na nova casa legislativa, do número de parlamentares ligados a segmentos mais conservadores – entre eles, militares, policiais, religiosos e ruralistas. Confira a nova composição.

  • 3. Pan-americano: Canadá vai sediar competição multi esportiva

    Depois dos Jogos de Inverno de 2010, o Canadá volta a sediar um grande evento esportivo, os Jogos Pan-americanos e o Parapan-americano. O Pan, terceiro maior evento multi esportivo, será realizado na cidade de Toronto entre os dias 10 e 26 de julho de 2015. Cerca de 41 países das Américas deverão participar da disputa em 36 modalidades de esportes. A quinta edição do Parapan contará com 1608 atletas de 28 países. Eles irão competir em 15 modalidades classificatórias para as Paraolimpíadas do Rio em 2016. A competição para atletas com deficiências se tornou uma realidade em 1999 no México, a edição inaugural contou com cerca de mil atletas de 18 países competindo em cinco esportes.

  • 4. Mundial inédito reunirá índígenas de todo o mundo

    Depois da Copa do Mundo, o Brasil se prepara para sediar em 2015 mais um grande evento esportivo. Trata-se da primeira edição dos Jogos Mundiais Indígenas (JMI) , que espera reunir mais de 2 mil atletas de 30 países e de 22 etnias brasileiras, com o objetivo de valorizar a riqueza cultural e promover a integração dos povos indígenas. Tiro com arco e flecha, arremesso de lança, cabo de força, corrida de velocidade rústica (100m), canoagem rústica tradicional, corrida de tora, lutas corporais, futebol de campo, xikunahati (futebol de cabeça), natação e atletismo estão entre as modalidades que serão disputadas em Palmas, capital do Tocantins.O início está marcado para 18 de setembro.

  • 5. Objetivos do Milênio terminam em 2015; Brasil está a caminho de cumprir parte das metas

    No final de 2015 termina o prazo dado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para que todos os países cumpram os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Estabelecidos em 2000 na declaração do Milênio, o documento trata de oito metas para a melhoria da vida da população. O Brasil foi considerado pela ONU como referência no combate à fome e à miséria e alcançou a meta de redução da mortalidade infantil já em 2011. Também garantiu a universalização do acesso à educação básica, possui bons resultados no combate a Aids, malária e outras doenças e teve vários avanços nas políticas de igualdade de gênero e valorização da mulher. Já a questão da mortalidade materna, a manutenção das crianças na escola e o respeito ao meio ambiente são pontos em que o país ainda patina. Nesse último, principalmente, ainda são grandes os desafios na redução do desmatamento e na ampliação do acesso ao saneamento básico.

  • 6. Objetos inteligentes passam a contribuir com a rotina das pessoas

    O ano de 2014 foi marcado pelo lançamento de relógios inteligentes, testes com drones que fazem entregas e robôs domésticos. Em 2015, a tendência é que a tecnologia gire, cada vez mais, em torno das “ coisas conectadas à internet ”. Similares aos recursos de smartphones, relógios inteligentes oferecem acessórios para medir a pressão sanguínea e mandar um e-mail enquanto combinam com a roupa vestida. No ramo da automação doméstica, eletrodomésticos modernos podem mandar e-mail ou SMS com informações ou alertas sobre o funcionamento correto. A indústria também passou a investir em robôs que fazem pequenos serviços domésticos, como limpar o piso, aspirar o pó, lavar os vidros das janelas.Em matéria de aplicativos, continua forte o desenvolvimento de softwares que reúnam, de forma colaborativa, dados de interesse coletivo: sobre o trânsito, qualidade da água das praias, eventos culturais etc.

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade