Digite sua busca e aperte enter


Compartilhar:

Estádio Mané Garrincha dá prejuízo e pode ser privatizado

Criado em 20/02/15 15h55 e atualizado em 20/02/15 16h41
Por Portal EBC Fonte:Radioagência Nacional

O Governo Rollemberg espera o fim da auditoria para definir se irá privatizar o Estádio Nacional Mané Garrincha. O estádio é uma das três arenas construídas para a Copa do Mundo de 2014 que apresentam prejuízo desde o final do Mundial. Os outros são a Arena da Amazônia, em Manaus, e a Arena Pantanal, em Cuiabá. De acordo com levantamento feito pela BBC Brasil, eles já geraram, juntos, um prejuízo de R$ 10 milhões desde o final da Copa. 

Os três estádios estão passando por auditoria para investigar possíveis irregularidades nas contas, que pode indicar o valor real do prejuízo. O Mané Garrincha, com custo de construção estimado em R$ 1,7 bilhão, apresenta ao cofre do GDF uma despesa mensal de manutenção de R$ 600 mil. Já o valor arrecadado desde sua inauguração, em maio de 2013, foi R$ 5,5 milhões. O prejuízo em 19 meses seria de R$ 5,9 milhões. 

O estádio em Brasília recebeu 28 eventos desde o fim da Copa até dezembro de 2014, sendo 12 relacionados ao futebol. A lotação deles, porém, nunca chegou perto da capacidade máxima, de 72 mil lugares. O evento mais cheio foi o desafio Brasil contra Argentina, de futsal, com público de 56 mil pagantes. Um jogo entre Botafogo e Atlético-MG pela última rodada do Campeonato Brasileiro chegou a ter 3.700 torcedores.

 

Creative Commons - CC BY 3.0 - estadio_mane_garrincha_da_prejuizo_e_pode_ser_privatizado_.mp3    

 

 

 

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade