Digite sua busca e aperte enter


Consórcio responsável pelo projeto Novo Recife adquiriu em 2008 por meio de leilão público parte dos antigos armazéns do Cais José Estelita, uma área de mais de 100 m² que pertencia à Rede Ferroviária Federal

Imagem:

Compartilhar:

Justiça Federal anula leilão da área do Cais José Estelita, no Recife

Criado em 29/11/15 14h30 e atualizado em 29/11/15 14h34
Por Repórter Brasil Fonte:TV Brasil

A Justiça Federal anulou o leilão da área do Cais José Estelita, no Recife. O consórcio que construiria torres residenciais e empresariais tem 30 dias para devolver a área ao patrimônio público.

O juiz Roberto Nogueira, da 1ª Vara da Justiça Federal, diz que a construção das torres esbarra no perfil arquitetônico e paisagístico da antiga área do porto.

O terreno foi vendido pela União em 2008 e comprado pelo Consórcio Novo Recife. Em maio deste ano, uma lei do Executivo municipal, que destina área para o empreendimento, foi aprovada pela Câmara do Recife. O projeto, entretanto, foi alvo de vários protestos.

Para os manifestantes, a construção não atende aos interesses da população. Nas ruas, muitos pediram o fim da construção.

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário