Digite sua busca e aperte enter


Na capital federal foram apagadas as luzes do Congresso Nacional e da Esplanada dos Ministérios, com parte do movimento Hora do Planeta, organizado pela ONG WWF

Imagem:

Compartilhar:

Hora do Planeta faz 7 mil cidades apagarem as luzes no mundo

Criado em 24/03/13 12h35 e atualizado em 24/03/13 12h46
Por Agência Brasil Edição:Davi Oliveira

 

Hora do Planeta em Brasília
Na capital federal foram apagadas as luzes do Congresso Nacional e da Esplanada dos Ministérios (Marcello Casal Jr/ABr)

Brasília – A Hora do Planeta, que convida a população a apagar as luzes por uma hora em atenção à preservação dos recursos naturais, mobilizou ontem (23) mais de 7 mil cidades de mais de 150 países e territórios. No Brasil, monumentos públicos, empresas e residências de pelo menos 113 cidades ficaram às escuras, das 20h30 às 21h30.

O evento ocorre desde 2007 pela organização não governamental (ONG) WWF. No primeiro ano, ocorreu apenas em Sydney, cidade mais populosa da Austrália, e já em 2008 se espalhou por vários países do mundo. Atualmente, a Hora do Planeta tem uma série de ações integradas envolvendo cultura e ativismo político e ambiental para proteção do meio ambiente.

No Brasil, foi registrado o apoio de 113 cidades e de 480 empresas e organizações. Brasília, cidade-âncora da Hora do Planeta no país, apagou as luzes em espaços famosos como a Catedral Metropolitana, o Congresso Nacional e a Esplanada dos Ministérios. Shows, pedaladas e mobilização de artistas foram organizados em várias cidades brasileiras e também pela internet.

De acordo com a WWF Brasil, o foco da Hora no Planeta neste ano foi o cuidado com a água – 2013 foi eleito pela Unesco o Ano Internacional de Cooperação pela Água. A ONG lembra que a água, por meio das usinas hidrelétricas, é a principal fonte de energia do país. “Energia, água e qualidade de vida estão todas intimamente ligadas”, destaca a secretária-geral do WWF Brasil, Maria Cecília de Brito.

Edição: Davi Oliveira

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade