X

Digite sua busca e aperte enter


Na foto, cheques, vales e documentos da contabilidade da jogatina que também foram apreendidos. Operação Jackpot II prendeu mais um ligado ao jogo do bicho em Goiânia, Arnaldo Rúbio Júnior, o outro envolvido ainda é procurado.

Imagem:

Compartilhar:

Correios vão oferecer serviço de envio digital de documentos

Criado em 13/08/13 19h41 e atualizado em 13/08/13 19h48
Por Sabrina Craide Fonte:Agência Brasil

Brasília - Os Correios inauguraram nesta terça-feira (13) em Brasília o primeiro Centro de Digitalização e Produção de Objetos Postais, que vai digitalizar e imprimir até 4,5 milhões de correspondências por mês. O novo serviço possibilitará, por exemplo, que empresas possam enviar digitalmente para os Correios uma versão eletrônica das contas dos clientes, que serão impressas no novo centro e entregues na casa do usuário.

O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro, explicou que futuramente os documentos poderão ser enviados digitalmente pelos Correios aos clientes, sem a versão em papel, a pedido dos próprios consumidores. Segundo ele, o objetivo do novo serviço é agilizar a remessa de comunicação a preços mais baixos e custos ambientais menores.

Em um primeiro momento, o serviço será voltado principalmente a órgãos de trânsito, para envio de multas, por exemplo, e governos federal, estaduais e municipais. Logo após, será oferecido a outras empresas como bancos e concessionárias de serviços.

Segundo Pinheiro, atualmente os Correios faturam cerca de R$ 600 milhões por ano com o serviço, que já é usado pelo Poder Judiciário, e a expectativa é aumentar o faturamento para R$ 2,1 bilhões em até cinco anos. “A comunicação digital vai passar a ser um dos nossos principais negócios”, disse.

Pinheiro garantiu que o sigilo dos clientes será garantido pelos Correios. “Vamos fazer a gestão desses dados, que são sigilos, e vamos oferecer um serviço que, em vez de ser feito por vários grupos da empresa e terceirizadas, vamos fazer o serviço inteiro, inclusive a guarda dos documentos. Desse ponto de vista estamos tranquilos porque a população e as empresas brasileiras confiam nos Correios”.

Para 2013, estão previstas outras unidades em Florianópolis e São Paulo e, no ano que vem, devem ser abertas unidades em Belém, Salvador e Belo Horizonte.

Edeição: Aécio Amado

 

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário