Digite sua busca e aperte enter


"Nanicos" podem influenciar as eleições nos EUA

Imagem:

Compartilhar:

Saiba como funciona a votação nos Estados Unidos

Criado em 24/10/12 12h16 e atualizado em 05/11/12 17h16
Por EBC

Diferente do modelo eleitoral brasileiro, onde o candidato mais votado pelos cidadãos é eleito para a presidência do país, nos EUA as eleições nacionais acontecem por meio de um sistema de votação indireto, com a distribuição de delegados em cada estado, eleitos pela população da região. O cidadão norte-americano não vota diretamente no candidato à presidência, mas sim, elege os delegados em seu estado. Esses delegados, por sua vez, votam nos candidatos ao cargo de presidente. Na maioria das vezes, eles ratificam a preferência de opinião em seu estado. Diferente do Brasil onde o voto é obrigatório, nos EUA ele é facultativo.

LEIA MAIS:
Eleição nesta terça entre Obama e Romney deverá ser apertada

O historiador,  Alexander Keyssar, professor da Universidade de Harvard, considera que esse sistema, que privilegia a escolha de pessoas "mais instruídas" para exercer o voto, é uma forma de "enfraquecer o povo". Em entrevista ao Jornal da Unesp ele ressalta que o sistema americano de votação tem muitas deficiências e uma delas é justamente o fato de o candidato mais escolhido ser necessariamente aquele que possui maior preferência popular. Assista a entrevista do professor no vídeo abaixo:

Creative Commons - CC BY 3.0 -

Ao fim das eleições, o candidato precisa conquistar pelo menos 270 dos votos dos delegados para ser eleito.O número total de votos do colégio eleitoral do país é de 538.Como o sistema não leva em conta o real número de votos populares recebidos pelo candidato, o vencedor no voto popular pode não ser o vencedor no colégio eleitoral. E isso já aconteceu três vezes na história dos EUA.

Escolha

O processo de definição de escolha de candidatos à presidência passa por algumas etapas. Dentre elas estão as primárias e caucus, que definem os candidatos dos partidos em cada estado. Aquele que receber mais votos é aclamado vencedor no estado em questão. As primárias correspondem a uma etapa em que a população vai às urnas, e caucus são assembleias onde as pessoas demonstram suas preferências em casa, escolas ou prédios públicos. Essas reuniões elegem representantes dos distritos, que posteriormente se encontram para escolher representantes do condado. A seguir, esse último grupo escolhe os delegados de Estado.

Partidos

Os Estados unidos têm vários partidos políticos, mas na prática, apenas dois tem chances reais para elegerem um presidente: o Partido Republicano, mais conservador; e o Partido Democrata, com ideologia liberal. Esses dois partidos convivem em rivalidade centenária. Alguns estados já tem uma clássica posição partidária definida, disputando pelo apoio dos estados tradicionalmente indecisos, os “swing states”. O Texas, por exemplo, tem tradição republicana. Já a Flórida seria um exemplo de estado com inclinação para um ou outro lado. As prévias terminam em reuniões que oficializam os resultados de caucus ou primárias obtidos nos estados, oficializando quem será o candidato de cada partido.

Distrital

No dia 06 de novembro, os americanos votam para o colégio eleitoral. Eles não escolhem diretamente o novo presidentes, mas fazem sua opção por cidadãos “eleitores” que apoiarão determinado candidato. Esses eleitores são justamente os delegados. O candidato que obtiver o maior número de votos do colégio eleitoral leva todos os votos desse mesmo colégio. Por isso o sistema eleitoral é conhecido como ‘the winner takes all’ - o vencedor  leva todos os votos a que aquele Estado tem direito no colégio eleitoral.

Representação

Cada estado tem direito a um número de votos, de acordo com a sua representação no Congresso Nacional. Estados como Nova Iorque e Califórnia, por exemplo, têm mais cadeiras. Já Vermont e Alasca, têm menos. Além dos 50 Estados, a capital, Washington D.C, também tem direito a eleger delegados para o colégio eleitoral (3), ainda que não possua representantes no Congresso Nacional.
Misto. O sistema descrito acima não vale para todos os estados norte-americanos. Há dois Estados nos quais impera o sistema distrital misto: Maine e Nebraska. Neles, os votos são divididos. No Maine, duas das cadeiras no colégio eleitoral vão para o vencedor no Estado (delegados supra-distritais) e as outras duas cadeiras vão para o vencedor em cada um dos distritos do Estado (cada distrito tem direito a uma cadeira).

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário