Digite sua busca e aperte enter


A ilha sul-coreana de Baengnyeong fica na província de Incheon

Imagem:

Compartilhar:

Ilha de Baengnyeong será primeiro alvo da Coreia do Norte em caso de conflito

Criado em 12/03/13 10h45 e atualizado em 12/03/13 19h33
Por Portal EBC*

Ilha de Baengnyeong
A ilha sul-coreana de Baengnyeong fica na província de Incheon (Amble/Wikimedia Commons)

A ilha sul-coreana de Baengnyeong será o primeiro alvo do exército norte-coreano em caso de conflito. A informação foi publicada pela imprensa oficial norte-coreana e atribuída ao líder da Coreia do Norte, Kim Jong-um. A ilha fica próxima da fronteira marítima entre o Sul e o Norte e tem várias unidades militares.

Kim Jong-um falou durante uma visita a casernas militares situadas próximas da fronteira. A visita coincidiu com o início do exercício militar anual conjunto da Coreia do Sul e dos Estados Unidos, o chamado "Key Resolve". O regime de Pyongyang (Coréia do Norte) denuncia essas manobras militares como um teste para invadir o seu território. "Assim que a ordem for dada, devem destruir as costas dos inimigos dementes, cortar-lhes a garganta e mostrar claramente o que é uma verdadeira guerra", declarou Kim Jung-un, de acordo com a agência estatal norte-coreana KCNA.

LEIA TAMBÉM:

Saiba mais sobre a ilha ameaçada de ser atacada pela Coreia do Norte

Segundo Kim Young-gu, da lha de Baengnyeong, os abrigos para os civis estão prontos para receber a população. "Não há verdadeiramente um êxodo maciço de uma população em pânico para o continente, mas, para ser franco, temos medo", declarou à agência noticiosa francesa AFP.

A Coreia do Norte ameaçou começar uma "guerra termonuclear" e denunciou o armistício que pôs fim à Guerra da Coreia (1950-53). A tensão na península aumenta após o lançamento de um foguete que Seul e aliados consideraram um míssil balístico.

Pyongyang contesta a linha de demarcação marítima entre o Norte e o Sul, traçada pela ONU depois da Guerra da Coreia, com vários confrontos nos últimos anos.

Em fevereiro, o regime Pyongyang realizou um terceiro teste nuclear, o que levou o Conselho de Segurança da ONU a aprovar novas sanções contra a Coreia do Norte.

O Ministério da Defesa sul-coreano, diz que o Norte fazendo "pressão psicológica" e deverá iniciar, em breve, manobras militares. "Teremos que responder de maneira a causar ainda mais danos", advertiu o porta-voz do Ministério Kim Min-seok.

Na segunda-feira, o Departamento do Tesouro norte-americano aprovou sanções contra o banco do comércio exterior norte-coreano (FTB), para tentar impedir a entrada de divisas usadas por Pyongyang para financiar os programas nuclear e balístico.

* Com informações da Agência Lusa

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário