Digite sua busca e aperte enter


Praça da Sé é alvejada por bombas de Gás Lacrimogeneo na chegada de milhares de estudantes em São Paulo

Imagem:

Compartilhar:

“PM violou liberdade de imprensa”, critica Repórteres Sem Fronteiras sobre protestos em SP

Criado em 17/06/13 10h32 e atualizado em 17/06/13 12h42
Por Allan Walbert Fonte:Portal EBC

Tropa de Choque dispara contra manifestantes em São Paulo na Av. Consolação
Entidade Repórteres Sem Fronteiras pediu à ministra Maria do Rosário investigação federal sobre atuação da polícia militar em São Paulo (Foto: Mídia NINJA)

A ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) criticou a atuação da polícia militar nos protestos contra o aumento da passagem de ônibus em São Paulo. “A atuação da PM violou a liberdade de imprensa, um dos direitos fundamentais da Constituição de 1988”, disse a entidade internacional em comunicado na última sexta-feira (14).

A RSF também pediu à ministra da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência, Maria do Rosário, que investigue os atos de violência cometidos contra os profissionais da imprensa durante a cobertura dos eventos na capital paulista e em outras cidades.

“Esses abusos, que incluem prisões e violência direta contra jornalistas, requerem investigação e devida punição”, apontou a ONG.

Para ilustrar as críticas, a RSF usou os exemplos dos jornalista Pedro Ribeiro Nogueira, do Portal Aprendiz, preso no protesto de 11 de junho; Piero Locatelli, da Carta Capital, preso por portar uma garrafa de vinagre; o fotógrafo Fernando Borges, do Portal Terra, detido por 40 minutos; e Giuliana Vallone, da Folha de São Paulo, atingida no olho por uma bala de borracha.

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade