Digite sua busca e aperte enter


O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, fala sobre encontro do presidente da OAB com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto

Imagem:

Compartilhar:

Câmara vai ouvir ministro da Justiça sobre novas denúncias de espionagem

Criado em 02/09/13 13h36 e atualizado em 02/09/13 13h47
Por Renata Giraldi e Carolina Gonçalves Edição:Talita Cavalcante Fonte:

José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça
(Wilson Dias/ABr)

Brasília - O presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, Nelson Pellegrino (PT-BA), disse hoje (2), por intermédio da assessoria, que deverá convidar o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para prestar esclarecimentos sobre as recentes denúncias de espionagem, por agências norte-americanas, à presidenta Dilma Rousseff e a assessores dela. Para Pellegrino, as denúncias são “gravíssimas”.

A ideia, segundo Pellegrino, é promover uma sessão conjunta das comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional e Mista de Controle das Atividades de Inteligência. Segundo ele, Cardozo deverá detalhar as reuniões que manteve em Washington, nos Estados Unidos. Na semana passada, o ministro conversou com o vice-presidente norte-americano, Joe Baden, a assessora para Assuntos de Contraterrorismo, Lisa Mônaco, e o chefe de Departamento de Justiça, Eric Holder.

Leia o especial do Portal EBC: Web Vigiada: dados dos brasileiros estão expostos na internet

No Senado, o presidente da Comissão de Relações Exteriores, Ricardo Ferraço (PMDB-ES) disse que o governo federal precisa levar as denúncias a instâncias internacionais como a Organização das Nações Unidas (ONU).

Pela manhã, Dilma convocou ministros para duas reuniões de emergência no Palácio do Planalto para discutir as denúncias de espionagem, atribuída a agências dos Estados Unidos, mostradas ontem (1º) no programa Fantástico, da TV Globo.

Hoje também o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, foi ao Itamaraty prestar esclarecimentos sobre o assunto ao chanceler Figueiredo Machado.  O Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, confirmou que Cardozo e Figueiredo concederão entrevista coletiva às 16h.

Edição: Talita Cavalcante

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário