Digite sua busca e aperte enter


Senadores que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Espionagem defenderam hoje (17) a concessão de asilo político ao norte-americano Edward Snowden, que denunciou o esquema de espionagem mantido pelo governo do seu país

Imagem:

Compartilhar:

Snowden considera “missão cumprida” revelação de espionagem

Criado em 24/12/13 08h34 e atualizado em 24/12/13 09h45
Por Da Agência Brasil* Edição:Graça Adjuto

Edward Snowden
Ex-consultor da Agência Nacional de Segurança (NSA, a sigla em inglês) dos EUA revelou milhares de documentos secretos da espionagem norte-americana (Foto: McZusatz/Creative Commons)

Washington – O ex-consultor que prestava serviços à Agência Nacional de Segurança (NSA, a sigla em inglês) dos Estados Unidos, Edward Snowden, disse que considera "missão cumprida" o debate gerado após a revelação de milhares de documentos secretos da espionagem norte-americana.

"Para mim, em termos de satisfação pessoal, a missão foi cumprida. Já ganhei", disse Snowden em entrevista publicada no diário norte-americano Washington Post e concedida em Moscou, onde está asilado.

Leia mais notícias de Tecnologia no Portal EBC

Snowden, de 30 anos, acrescentou que assim que os jornalistas puderam começar a trabalhar, todo o seu trabalho foi validado. “Porque, recordem, eu não queria mudar a sociedade. Queria dar à sociedade a oportunidade de determinar se deveria mudar-se".

Na entrevista, a primeira dada pessoalmente pelo analista desde que chegou à Rússia em junho, Snowden insistiu que o seu objetivo "era que a opinião pública pudesse dar a sua posição sobre a forma de ser governada".

As revelações de espionagem maciça, fornecidas pelo ex-técnico da NSA aos jornais Washington Post (EUA) e The Guardian (Grã-Bretanha), provocaram um conflito diplomático, ao tornar público que os serviços secretos norte-americanos espionaram as comunicações na Europa, incluindo as de líderes políticos como a chanceler alemã Angela Merkel e a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff.

O caso causou embaraços a Washington, gerando desconfiança de muitos aliados em relação aos norte-americanos, e aumentou o questionamento sobre o equilíbrio entre privacidade individual e a batalha contra o terrorismo na sociedade dos Estados Unidos.

*Com informações da Agência Lusa

Edição: Graça Adjuto

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário