Digite sua busca e aperte enter


Compartilhar:

Milhares de indonésios são obrigados a deixar aldeias por causa de vulcão

Criado em 14/02/14 06h22 e atualizado em 14/02/14 07h57
Por Agência Brasil Edição:Graça Adjuto

Milhares de indonésios foram hoje (14) obrigados a deixar as suas aldeias na Ilha de Java, devido à erupção de um vulcão que lançou cinzas quentes vermelhas e pedras a enorme distância. O estado de alerta para Monte Kelud, um dos vulcões mais perigosos da ilha, foi acionado nessa quinta-feira, poucas horas antes de começar a erupção.

Imagens de emissoras de televisão da Indonésia mostram cinzas e rochas caindo nas aldeias, e os moradores, aterrorizados, fugindo em carros e motos para os centros de evacuação.

O porta-voz da Agência Nacional de Desastres informou que cerca de 200 mil pessoas, de 36 aldeias, em uma área de 10 quilômetros, na zona oriental de Java, foram obrigadas a sair de suas localidades. “A chuva de cinzas, areia e rochas atinge área de 15 quilômetros” da cratera do vulcão, acrescentou o porta-voz, destacando que “faíscas de luzes podem ser vistas de forma contínua no pico”.

Monte Kelud, que já provocou mais de 15 mil mortos desde 1500, é um dos cerca de 130 vulcões ativos na Indonésia. No início deste mês, outro vulcão, Monte Sinabung, a oeste da Ilha de Sumatra, desencadeou forte erupção, deixando pelo menos 16 mortos.

*Com informações da Agência Lusa

Editora - Graça Adjuto

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário