Digite sua busca e aperte enter


Compartilhar:

Escola da ONU que abrigava refugiados é bombardeada na Faixa de Gaza

Criado em 30/07/14 10h57 e atualizado em 30/07/14 11h04
Por Agência Brasil Edição:Denise Griesinger

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina (Unwra) acusou Israel de atacar uma escola usada como refúgio, na Faixa de Gaza, onde crianças e seus pais dormiam na noite de ontem (29). A agência condenou o episódio considerado uma violação do direito internacional por parte das forças israelenses. “Crianças mortas durante o sono. Isso é uma afronta a todos nós, uma fonte de vergonha universal. Hoje o mundo está desgraçado”, disse comunicado da Unwra.

 

Segundo a agência, uma equipe foi ao local para colher evidências e a avaliação inicial é de que o Exército de Israel atacou a escola, onde 3,3 mil pessoas estavam refugiadas. Ainda segundo a Unwra é cedo para confirmar o número oficial de mortos, mas houve múltiplas mortes de civis, além de crianças, mulheres feridas e guardas da ONU. “São pessoas que foram instruídas pelo Exército israelense a deixar suas casas”, acrescenta a agência das Nações Unidas.

De acordo com a agência, o local preciso da escola, Jabalia Elementary Girls School, e o fato de abrigar milhares de pessoas foram informados ao Exército de Israel 17 vezes, para garantir proteção. Segundo a agência, o último comunicado foi feito às 20h50 de ontem à noite (horário local), poucas horas antes do bombardeio.

A Unwra acrescenta que essa foi a sexta vez que uma das escolas da ONU é atacada.

Hoje (30), Israel anunciou uma trégua humanitária de quatro horas na operação militar na Faixa de Gaza. A trégua começou às 15h locais (9h em Brasília).

 

Editora: Denise Griesinger

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário