X

Digite sua busca e aperte enter


Imagem: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Compartilhar:

Saiba quem são os deputados que integram a comissão de impeachment na Câmara

Criado em 17/03/16 17h09 e atualizado em 18/03/16 18h47
Por Portal EBC*

A Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quinta-feira (17) a comissão especial que analisará o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A comissão será formada por 65 deputados titulares e outros 65 suplentes indicados pelos respectivos líderes das bancadas, de acordo com o tamanho dos partidos na Câmara. 

Plenário da Câmara aprova comissão do impeachment
Creative Commons - CC BY 3.0 - Plenário da Câmara durante aprovação da comissão do impeachment (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Confira quem são os deputados titulares da comissão, indicados por cada partido:

PSDB

Bruno Covas (SP)

Neto do ex-governador de São Paulo, Mario Covas, é formado em Direito e Economia. Foi duas vezes deputado estadual por São Paulo, onde foi Secretário de Estado e Secretário Estadual de Meio Ambiente. Na Câmara, foi subrelator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras e membro da Comissão Especial da Maioridade Penal, além de více-líder do partido de março de 2015 até o início deste mês.

Nilson Leitão (MT)

Deputado federal pelo segundo mandato consecutivo (2011/2015 e 2015/2019), é filiado ao PSDB desde 1992. Integrou a Comissão Especial que analisou o Projeto de Lei sobre a exploração dos recursos das terras indígenas (PL 1610/96) e participou como membro titular da CPI dos fundos de Pensão. 

Paulo Abi-Ackel (MG)

Filho de Ibrahim Abi-Ackel, ex-ministro da Justiça e ex-deputado federal, o advogado mineiro encontra-se no terceiro mandato como deputado federal pelo PSDB, ao qual é filiado desde 2006. Antes, passou pelo então PDS (1986-2000) e PTB (2000-2005). Foi  juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MG) de 2004 a 2005.

Valdir Rossoni (PR)

Empresário, licenciou-se do mandato de Deputado Federal na atual para assumir o cargo de Chefe da Casa Civil no Estado do Paraná, a partir de 15 de março de 2016. Foi membro titular da Comissão Especial que analisou a PEC da demarcação das terras indígenas (215/00) e suplente do Conselho de Ética. 

Shéridan Estérfany Oliveira de Anchieta (RR) 

Psicóloga de Boa Vista, encontra-se no primeiro mandato. É titular da Secretaria da Mulher da Câmara, da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) e suplente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO).


DEM

Mendonça Filho (PE)

Filiado ao DEM desde 2007, também já pertenceu ao PFL, no período de 1985 a 2006. Está em seu terceiro mandato como deputado federal, segundo pelo DEM. Renunciou, em 1999, à vaga de deputado federal para ocupar a função de vice-governador do estado de Pernambuco.

Rodrigo Maia (RJ)

Bancário, o deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro, se filiou ao DEM em 2007. Está em seu quinto mandato como deputado federal. Também foi titular da comissão da Reforma Política, chegando a presidir o grupo. 

Elmar Nascimento (BA)

Em seu primeiro mandato como deputado federal, foi suplente em comissões especiais como a da reforma política.  Formado em Direito, foi vereador de Campo Formoso (BA), de 1997 a 2002, e deputado estadual, pelo estado baiano, de 2003 a 2014. 

PSB

Bebeto (BA)

Em seu segundo mandato como deputado federal pela Bahia e pelo partido, Adalberto Souza Galvão, conhecido como Bebeto, já exerceu atividades sindicais com e representativas de classe como presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria e da Construção pesada e Montagem Industrial e vice-presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores da Indústria da Construção Pesada.

Tadeu Alencar (CE)

Procurador, está em seu primeiro mandato como deputado federal já atuou em cargos como o de procurador regional da Fazenda Nacional da 5ª região e também na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, em Recife. 

Danilo Forte (CE)

Já foi filiado a partidos como o PMDB, PCdoB e está no PSB desde 2015. Exerce seu segundo mandato como deputado federal. É vice-líder do PSB desde o final de 2015. Até janeiro de 2015 era vice-líder do PMDB na Casa. 

Fernando Coelho Filho (PE)

Está em seu terceiro mandato como deputado federal. É o líder do PSB desde fevereiro de 2015. É membro da Comissão Especial de Contas Públicas e Transferências Constitucionais, bem como da Comissão de Transposição do Rio São Francisco. 

PR

Maurício Quintella (PR-AL)

Engenheiro e advogado alagoano, encontra-se no quarto mandato como deputado federal. No PR desde 2007, passou anteriormente pelo PSB (1995-2005),  PDT (2005-2007) e ainda pelo PL (2007). Na Câmara, foi titular da Comissão Especial que analisou a da Reforma Política (PEC 182/07) e titular da Comissão Externa que tratou sobre as investigações sobre a SBM Offshore e a Petrobras. é um dos autores do Projeto de Lei Complementar (PLP 10/2015) que cria a Contribuição Social sobre Grandes Fortunas (CSGF). 

Aelton Freitas (PR-MG)

Deputado federal pela terceira vez (2007/2011, 2011/2015 e 2015/2019), o engenheiro agrônomo mineiro se encontra filiado ao PR desde 2007. Anteriormente passou pelo PSD (1992-1996), PMDB (1996-2003) e PL (2003-2007). É autor do projeto de lei que isenta do imposto sobre produtos industrializados (IPI) os computadores, tablets e smartphones para pessoas com deficiência física, visual ou auditiva (PL-1685/2015), que ainda aguarda parecer da relatoria.

Édio Lopes (RR)

Deputado federal pelo PMDB por três vezes consecutivas (2007-2011, 2011-2015 e 2015-2019), filiou-se ao PR este ano. Foi vice-líder do Bloco PMDB, PP, PTB, PSC, PHS, PEN na Câmara no período de 10/3/2015 a 25/2/2016. Foi titular da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras e do BNDES. É autor de Projeto de Lei PL 1003/2015, que altera a Lei nº 4.504/64 para tratar sobre a indenização das desocupações por desapropriações resultantes da demarcação de terras indígenas e quilombolas, e do PL 139/2015, que modifica o Estatuto do Índio (Lei nº 6.001/1973) para dar direito à indenização àqueles que ocupam terras indígenas em decorrência de título expedido
pelo Estado.

Zenaide Maia (RN)

Em seu primeiro mandato como deputada federal, a médica potiguar  é titular da Secretaria da Mulher na Câmara e da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CPD). É uma das autoras do Projeto de Lei  PL 4639/2016, que autoriza o uso da fosfoetanolamina sintética por pacientes diagnosticados com neoplasia maligna, que aguarda apreciação pelo Senado.

SD (Solidariedade)

Paulinho da Força (SP) 

Paulo Pereira da Silva, conhecido como Paulinho da Força, exerce o cargo de deputado federal pela terceira vez, a primeira pelo partido. Em seus dois mandatos anteriores era filiado ao PDT. Também já foi filiado ao PTB. Na 55ª Legislatura foi membro titular da CPI da Petrobras e do Conselho de Ética. 

Fernando Franscischini (PR)

Delegado da Polícia Federal, está em seu segundo mandato como deputado federal pelo Paraná. De 2011 a 2013, exerceu o cargo pelo PSDB. Desde 2013, está filiado ao SD.  Licenciou-se do mandato de deputado federal em fevereiro de 2015 para assumir o cargo de Secretário de Segurança Pública do Estado do Paraná. A partir de maior do mesmo ano reassumiu. 

PT

José Geraldo (PA)

No quarto mandato consecutivo pelo PT (2003-2007, 2007-2011, 2011-2015 e 2015-2019), foi vice-líder do partido na Câmara por várias vezes. É titular da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) e do Conselho de Ética. É autor do Projeto de Lei PL-276/2015, que estabelece a aplicação do Regime Diferenciado de Contratações Públicas - RDC à contratação de bens e serviços pela Petrobras. 

Pepe Vargas (RS)

Em seu terceiro como deputado federal, o médico gaúcho Gilberto José Spier Vargas licenciou-se várias vezes de sua atividade parlamentar para assumir o cargo de Ministro de Estado do Desenvolvimento Agrário (2012-2014), Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República (2015) e Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Direitos Humanos (2015). Na atual legislatura atuou como vice-líder e líder substituto do partido e como membro titular da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) e da Comissão de Finanças e Tributação (CFT). Em 2014, foi um dos autores do Projeto de Lei Complementar PLP 448, arquivado pelo Congresso Nacional, que propunha modificações na Lei Complementar nº 123/2006 para reorganizar e simplificar a metodologia de apuração do imposto devido por optantes do Simples Nacional.

Arlindo Chinaglia (SP)

Seis vezes eleito deputado federal pelo PT (1995-1999, 1999-2003, 2003-2007, 2007-2011, 2011-2015 e  2015-2019), o médico paulista é filiado ao partido desde os seus primórdios, em 1980. Foi presidente da Câmara de 2007 a 2009 e líder do governo de 2012 a 2014. 

Henrique Fontana (RS)

Deputado pela quinta vez (1999/2003, 2003/2007, 2007/2011, 2011/2015 e 2015/2019), o ex-secertário de Saúde da Prefeitura de Porto Alegre foi líder do governo na Câmara de 2007 a 2010, em junho de 2014 e em fevereiro de 2015. Foi titular da Comissão Especial que analisou a PEC da Reforma Política (PEC 182/07). É um dos autores do PL 3799/2015, que regulamenta um artigo da Constituição Federal para criar a contribuição adicional destinada ao fundo de amparo ao trabalhador - FAT, para fins de proteção ao emprego e seguro-desemprego.

José Mentor (SP)

O advogado paulista encontra-se no quarto mandato como deputado federal. Foi vice-líder do partido de 2005 a 2006 e em março de 2010. Presidiu a Comissão Especial que analisou o PL 2960/15 sobre tributação de bens no exterior e integrou a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania - CCJC de março de 2015 até fevereiro deste ano. É autor do PL que modifica o Código Penal para aumentar a pena mínima aplicável ao crime de violência doméstica e familiar contra a mulher.

Paulo Teixeira (SP)

Em seu terceiro mandato como deputado federal pelo PT, o advogado do interior paulista foi líder do partido na Câmara de 2011 a 2012. Foi titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania - CCJC de 2015 a 2016 e foi titular da Comissão Especial que analisou o Projeto de Lei PL 3722/12 sobre o desarmamento e relator da PEC 074/15 que trata sobre pagamentos de precatórios. 

Vicente Candido (SP)
Filiado ao PT desde 1980, o advogado mineiro, radicado em São Paulo foi titular da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle e titular das comissões especiais que analisaram a reformulação da legislação do esporte e do marco regulatório dos jogos no Brasil. É autor do PL 4057/2015, que institui o Programa Nacional do Afro-empreendedorismo, que aguarda a designação do relator na Câmara.

Wadih Damous (RJ)
Deputado federal pela primeira vez, o petista carioca participou como titular da Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras. 

PSD

Júlio César (PI)

Já foi eleito por cinco vezes deputado federal pelo Piauí. Em seu histórico na política, esteve filiado ao Arena, ao PDS, ao PFL, ao DEM e, desde 2011 está no PSD. Foi prefeito de Guadalupe (PI) por duas vezes e atualmente preside a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara. 

Paulo Magalhães (BA)

Deputado federal por cinco vezes pelo estado da Bahia, em três mandatos foi eleito pelo PFL, em um pelo DEM e no último pelo PSD. Também já foi depois estadual pelo mesmo estado por duas vezes. Participou como titular da CPI da Petrobras e da CPI do BNDES. 

Marcos Montes (MG) 
Está em seu terceiro mandato como deputado federal. Já foi filiado ao PFL, ao DEM e está no PSD desde 2011. É médico e já foi por duas vezes prefeito da cidade de Uberaba, em Mi nas Gerais. Ainda no estado, já exerceu a função de secretário de Desenvolvimento Social e Esportes do governo mineiro. 

PMDB

Leonardo Picciani (RJ)

Deputado federal pela quarta vez (2003-2007, 2007-2011, 2011-2015 e 2015-2019) e filiado ao partido desde 2000, é o atual líder do do bloco PMDB/PEN. Nome próximo ao governo, participou como titular da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e da Comissão Especial que analisou o PL 4567/16, que trata da Petrobras e a exploração do pré-sal. É autor do PL- 4538/2016, que altera a Lei nº 11.977/2009 com o intuito de aperfeiçoar as regras sobre a regularização fundiária de interesse social.

João Marcelo Souza (MA)

Em seu primeiro mandato, o deputado federal maranhense foi titular da comissão especial que analisou a PEC 006/15 sobre a elevação do fundo de participação dos municípios e das Comissões Parlamentares de Inquérito sobre a Fifa e a CBF e da Funai e Incra. É autor do PL-2333/2015, em tramitação na Casa, que proíbe em nível nacional a oferta e venda em escolas públicas e privadas de alimentos calóricos e pouco nutritivos.

Washington Reis (RJ)

Deputado federal reeleito (2011-2015, 2015-2019), foi titular da Comissão de Viação e Transportes e da Comissão Especial que tratou do PL 3221/15, sobre os jogos olímpicos e paralímpicos 2016. É autor do PL-3142/2015, que concede a dedução na apuração do Imposto de Renda da Pessoa Física do depósito no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço relativo a empregado doméstico, na forma que estabelece, alterando a Lei nº 9250/1995.

Valtenir Pereira (MT)

Deputado federal por três vezes (2007-2011, 2011-2015, 2015-2019), filiou-se ao PMDB este ano. Antes, passou pelo PT ( 2004-2005),  PSB (2005-2013), PROS (2013-2015) e PMB (2015-2016). Foi vice-líder do bloco PSB, PDT, PCdoB, PMN e PRB de 2008 a 2009, foi membro titular da comissão especial que analisou a PEC 182/07 sobre a reforma política e da Comissão Parlamentar de Inquérito da Funai e Incra. É autor do PL-3836/2015, que dispõe sobre o crime de maus-tratos a animais, alterando a Lei nº 9.605/1998.

Lúcio Vieira Lima (BA)

Filiado ao PMDB desde 1993, o pecuarista baiano encontra-se em seu segundo mandato consecutivo (2011-2015, 2015-2019). na atual legislatura, foi titular da Comissão de Finanças e Tributação e é autor do PL-2552/2015, que propõe a aplicação de 5% do dinheiro arrecadado pelo DPVAT em campanhas educacionais sobre o trânsito nas escolas da rede pública e privada, em tramitação na Casa.

Leonardo Quintão (MG)

No terceiro mandato (2007-2011, 2011-2015 e 2015-2019), o empresário evangélico se filiou ao PMDB em 1999, de onde saiu para integrar o PSB em 2001, passando pelo PFL em 2003, voltando neste mesmo ano ao seu partido de origem. Foi vice-líder do bloco PMDB, PTB, PSC, PTC de 2007 a 2008 e titular da  Comissão Parlamentar de Inquérito do CARF.  e autor do Estatuto Jurídico da Liberdade Religiosa (PLP-143/2015), retirado pelo autor na Câmara.

Osmar Terra (RS)

Deputado federal por cinco vezes consecutivas (2001-2003, 2003-2007, 2007-2011, 2011-2015 e 2015-2019), o médico gaúcho é filiado ao partido desde 1986, tendo sido prefeito de Santa Rosa (RS) de 1993 a 1996. Licenciou-se do mandato para exercer o cargo de Secretário da Saúde do Rio Grande do Sul de  2003-2007, 2005-2006, 2007-2011. Na atual legislatura é membro da Comissão de Seguridade Social e Família e participou da comissão externa de acompanhamento das ações sobre o zika vírus. É autor do PL 3706/2015, que dispõe sobre a movimentação da conta vinculada no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS pelo trabalhador para custear suas despesas com especialização em nível de mestrado ou doutorado, alterando a Lei nº 8. 036/1990.

Mauro Mariani (SC)

Filiado ao PMDB desde 1995, encontra-se em seu terceiro mandato como deputado federal (2007-2011, 2011-2015, 2015-2019), tendo se licenciado de 2007 a 2010 para  assumir o cargo de Secretário de Estado da Infraestrutura de Santa Catarina. É autor do PL 4659/2016, que propõe autorizar a realização eventual de bingos comunitários, com a finalidade de angariar recursos para entidades sem fins lucrativos.  

PP

Aguinaldo Ribeiro (PB)

Duas vezes eleito deputado federal, licenciou-se para ser Ministro das Cidades, em 2012. Atual líder do PP na Câmara, integrou a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania de março de 2015 a fevereiro deste ano. 

Jerônimo Goergen (RS)

O advogado gaúcho está em seu segundo mandato (2011-2015, 2015-2019). Integrou a Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural no último ano e foi titular na comissão especial que tratou sobre a exploração de recursos das terras indígenas (PL 1610/96).

Júlio Lopes (RJ)

Ex-secretário de Estado de Transportes do Rio de Janeiro, foi eleito três vezes deputado federal (2003-2007, 2011-2015 e 2015-2019). Passou pelo PL, em 2001, pelo PPB, de 2001 a 2003, até filiar-se ao PP, em 2003. Foi vice-líder do PP de  2004 a 2007. Integra a  Comissão de Desenvolvimento Urbano. É autor do PL-2669/2015, que modifica a Lei nº 9434/1997 para obrigar o Poder Público a registrar todos os doadores de medula óssea.

Paulo Maluf (SP)

Um dos políticos mais controversos da história do Brasil, o ex-governador e prefeito de São Paulo, é deputado federal pela quarta vez (1983-1987 PDS, 2007-2011, 2011-2015, 2015-2019). Envolto em um escândalo de desvio de verbas públicas da prefeitura de São Paulo que o colocou na lista de procurados pela Interpol, esteve ligado aos militares durante a ditadura. Na atual legislatura, atuou como membro titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Presidente de honra do partido, foi um dos apoiadores do governo Lula.

Roberto Britto (BA)

Filiado ao PP desde 2005, passou pelo PFL, de 1995 a 2005 e está no terceiro mandato como deputado federal (2007-2011, 2011-2015, 2015-2019). Atuou como membro titular da Comissão de Viação e Transportes (10/3/2015 - 2/2/2016), é autor do PL-1085/2015, que altera o Código de Trânsito Brasileiro para dispor sobre a condução de motocicletas nas rodovias.

PTB

Benito Gama (BA)

Em seu quinto mandato como deputado federal (1987-1991, 1991-1995, 1995-1999, 1999-2003 e 2015-2019), o economista e professor baiano licenciou-se para ocupar o cargo de Secretário da Indústria, Comércio e Mineração do Estado da Bahia de janeiro de 1999 a dezembro de 2000. Foi filiado ao PDS, de 1980-1985; ao  PFL, de 1986-2001 e ao PMDB, em 2001, antes de ingressar no PTB. Integra a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara.

Jovair Arantes (GO)

Eleito deputado federal por seis vezes (1995-1999,1999-2003, 2003-2007, 2007-2011, 2011-2015, e 2015-2019), o dentista goiano é autor do PL-4607/2016, que estipula percentual de financiamentos do BNDES a micro e pequenas empresas.

Luiz Carlos Busato (RS)

O ex-secretário de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano do Rio Grande do Sul (2011-2014), é filiado ao PTB desde 2003 e está em seu terceiro mandato (2007-2011, 2011-2015 e 2015-2019). Anteriormente, de 1993 a 2002, ele esteve ligado ao PP. Foi relator parcial da Lei de Licitações (Lei 8666/1993) e titular da CPI do sistema carcerário Brasileiro. 

Pedro Fernandes (MA)

Deputado federal pela quinta vez (1999-2003, 2003-2007, 2007-2011, 2011-2015 e 2015-2019), o engenheiro civil e bancário maranhense licenciou-se para assumir o cargo de Secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, de 2011 a 2012, e de Secretário de Estado da Educação, de 2012 a 2014. Na atual legislatura, foi membro titular da Comissão de Educação, de março de 2015 a fevereiro deste ano. 

PRB

Jhonatan de Jesus (RR)

Filiado ao partido desde 2009, o médico em empresário roraimense encontra-se no segundo mandato como deputado federal (2011-2015 e 2015-2019). Atuou como vice-líder do bloco PRB, PTN, PMN, PRP, PSDC, PRTB de 2015 a fevereiro de 2016 e como membro titular das CPIs da  Máfia das órteses e próteses no Brasil e dos Fundos de Pensão.

Marcelo Squassoni (SP)

Em seu primeiro mandato como deputado federal, o advogado paulistano, que chegou a ser prefeito do município de Guarujá (SP), no litoral de São Paulo,  atuou como membro titular da Comissão de Minas e Energia, de 2015 a fevereiro de 2016. Também integrou a CPI da Petrobras.

PSC

Eduardo Bolsonaro (SP)

Foi eleito deputado federal pelo estado de São Paulo nas eleições de 2014. Foi escrivão na Polícia Federal.  Alinhado com posições de direita, Eduardo é conhecido pelas polêmicas juntamente com seu pai , Jair Bolsonaro, em se opor ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e Política de cotas. Suas principais propostas são a redução da maioridade penal, agronegócio contra invasões MST, fim do auxílio-reclusão para presos, trabalho obrigatório para presos, planejamento familiar (PEC 584/02), contra o desarmamento, valorização das forças armadas e a favor do livre-comércio.

Marco Feliciano (SP)

O deputado é um pastor da Catedral do Avivamento, uma igreja neopentecostal ligada à Assembleia de Deus. Foi eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados do Brasil, cargo que exerceu durante o ano de 2013, o que gerou controvérsia pelas diversas declarações polêmicas de Feliciano, principalmente em relação a temas como direitos dos homossexuais e direito ao aborto.

PEN

Junior Marreca (MA)

O deputado, membro do PEN - Partido Ecológico Nacional desde 2013, foi Prefeito de Itapecuru Mirim-MA pelo PL de 2009 a 2012. Ele foi presidente da Federação dos Municípios do Estado; Conselheiro Fiscal na Confederação Nacional dos Municípios e Secretário Adjunto de Articulação Política, do governo do Maranhão.

PHS

Marcelo Aro (MG)

Formado em Comunicação Social, o mineiro foi presidente do Diretório Central dos Estudantes, na Faculdade Estácio de Sá e presidente, Diretório Acadêmico Orozimbo Nonato, na Faculdade Milton Campos, ambas em Belo Horizonte- MG. Titular na Comissão do Esporte - CESPO e na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania - CCJC. Já suplente na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural - CAPADR e Comissão de Fiscalização Financeira e Controle - CFFC: Suplente. O deputado foi assessor no Banco Mercantil do Brasil, a área de Negócios Internacionais, em 2005. 

PTN

Bacelar (BA)

Foi suplente na Comissão de Educação - CE e titular na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania - CCJC.

PROS

Eros Biodini (MG)

O músico e veterinário é vice-líder do bloco PMDB/PP/PTB/PSC/PHS/PEN. Fez parte como titular da Comissão de Defesa do Consumidor - CDC e da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional - CREDN, como suplente. 

Ronaldo Fonseca (DF)

O líder do PROS e vice-líder do bloco PR/PRB/PtdoB/PRTB/PRP/PHS/PTC/PSL na Câmara dos Deputados já foi também filiado aos seguintes partidos: PP, de 2003 a 2004; PSC, de 2004 a 2006 e  PR, de 2009 a 2013. Foi suplente na Comissão de Direito do Consumidor (CDC) e titular na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania - CCJC. 

PCdoB

Jandira Feghali (RJ)

A deputada, hoje vice-líder do PCdoB na Câmara,  entrou na política no ano de 1981, ao ingressar nos quadros do PCdoB, passando logo a fazer parte do Comitê Central do partido, que nesta época ainda permanecia na clandestinidade. Jandira passou a atuar no movimento sindical, chegando, em 1983, ao cargo de presidente da Associação Nacional dos Médicos Residentes, função de que saiu para dirigir o Sindicato dos Médicos, de 1984 a 1986. De 1985 a 1986, foi presidente da Associação dos Funcionários do Hospital Geral de Bonsucesso. Em 1986, Jandira elegeu-se deputada estadual constituinte no Rio de Janeiro, exercendo o mandato de 1987 a 1991. Em 1990 foi eleita deputada federal pelo mesmo estado, sendo sucessivamente reeleita até hoje.

PPS

Alex Manente (SP)

O deputado foi Presidente Estadual, do Partido Popular Socialista (PPS) em São Paulo. Além de ter sido Vereador, São Bernardo do Campo. 

PV

Evair de Melo (ES)

O deputado foi Secretário Municipal de Agricultura, Prefeitura Municipal , Venda Nova do Imigrante-ES. É titular na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural - CAPADR. 

PDT

Flavio Nogueira (PI)

O deputado de Alto Santo (PI) é titular na Comissão de Seguridade Social e Família - CSSF. 

Weverton Rocha (MA)

O deputado filiado ao PDT desde 1996 é administrador público. É o líder do partido na Câmara. 

PSOL

Chico Alencar (RJ)

Após um curto período no MDB, Chico Alencar filiou-se ao PT em 1987, partido no qual permaneceu por 18 anos e foi eleito duas vezes vereador e uma vez deputado estadual no Rio de Janeiro. Ainda pelo PT, chegou à Câmara dos Deputados em 2002. Três anos depois, após o escândalo do mensalão vir à tona, participou da criação do Psol, partido pelo qual foi eleito nas últimas três eleições. Em 2014, com 195 mil votos, foi o quarto deputado federal mais votado no Rio de Janeiro. Na Câmara, foi titular de comissões como a de Direitos Humanos e Minorias; de Legislação Participativa; e de Educação. Atuou, ainda, no Conselho de Ética e no grupo de trabalho que analisou a proposta da Ficha Limpa. Entre as bandeiras defendidas pelo deputado estão a reforma política e o combate à discriminação contra mulheres, gays e negros.

PTdoB

Silvio Costa (PE)

O deputado foi filiado ao PMN, depois disso ao PTB e ao PSC. Agora é filiado ao PTdoB e é vice-líder do partido na casa. Foi suplente na  Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) e na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania - CCJC até fevereiro deste ano. 

PMB

Weliton Prado (MG)

O deputado, repórter fotográfico, já foi filiado ao PT. Fez parte da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC), Comissão Especial da Previdência Nacional. O deputado foi presidente, União dos Estudantes Secundaristas, em Uberlândia-MG, de 1998 até 2000. 

Rede

Aliel Machado (PR)

O deputado paranaense, vice-líder do partido na Câmara, é titular das comissões CEIMPE, CPICARF. Aliel Machado foi filiado ao PCdoB até o ano de 2015. Entre projetos de sua autoria está o  PL-1758/2015, que torna obrigatório o emprego do Regime Diferenciado de Contratações Públicas - RDC. Outro é o  PL-2058/2015, que dispõe sobre medidas de incentivo à geração de energia elétrica a partir da fonte solar. 

* Com informações da Câmara dos Deputados

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário