Levy Fidelix, candidato à presidência pelo PRTB

Imagem:

Compartilhar:

Com a proposta de aerotrem, Levy Fidelix concorre pela 3ª vez à Presidência

Criado em 16/07/14 07h15 e atualizado em 16/07/14 11h41
Por Ana Cristina Campos Edição:Talita Cavalcante Fonte:Agência Brasil [2]

Levy Fidelix
Levy Fidelix, candidato à presidência pelo PRTB (Divulgação)

Na terceira disputa à Presidência da República, o mineiro Levy Fidelix, 62 anos, concorre pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), do qual é um dos fundadores. Fidelix concorreu ao cargo nas eleições de 2010 e de 1994. O indicado a vice na chapa é o militar reformado José Alves de Oliveira, também do PRTB. O partido não fez coligação com nenhuma legenda.

Confira cobertura completa das eleições 2014 no Portal EBC [3]

Antes de criar o PRTB, Fidelix participou da fundação do Partido Liberal (PL), em 1986, quando se lançou na carreira política e disputou uma vaga na Câmara dos Deputados pelo estado de São Paulo. Depois, migrou para o Partido Trabalhista Renovador (PTR), quando também concorreu a um mandato de deputado federal, no início dos anos 90. Apresentador de televisão, professor universitário e publicitário, Fidelix já concorreu três vezes à prefeitura da capital paulista e duas vezes ao governo do estado.

Uma das bandeiras do candidato é a implantação do aerotrem, apontado como solução para desafogar o trânsito nas principais capitais brasileiras. De acordo com o projeto, o veículo, semelhante a um metrô de superfície, será movido por condutores magnéticos.

No programa de governo [4], Fidelix apresenta dez propostas. Uma delas prevê que toda criança, ao nascer, tenha uma caderneta de poupança no valor de quatro salários mínimos, que será resgatado quando o beneficiado completar 21 anos de idade.

Entre outros projetos, está o repasse de parte dos recursos com a exploração do petróleo do pré-sal para a ampliação dos postos de saúde e prontos-socorros e a informatização do ensino. As propostas também incluem a criação de um banco para financiar a entrada no mercado de jovens recém-formados – por exemplo, na abertura de um escritório de advocacia ou de uma empresa de engenharia –, além da construção de presídios de segurança máxima em ilhas e navios.

Editor: Talita Cavalcante

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia [10] Reclamação [10] Elogio [10] Sugestão [10] Solicitação [10] Simplifique [10]

Deixe seu comentário