Digite sua busca e aperte enter


Anatel libera venda de chips de celulares da TIM, Claro e Oi

Imagem:

Compartilhar:

Na Europa, mulheres representam apenas 9% dos criadores de aplicativos

Criado em 23/04/15 16h37 e atualizado em 23/04/15 17h05
Por Rádio ONU Fonte:Rádio ONU

União Internacional das Telecomunicações defende fim da desigualdade de gênero no setor das Tecnologias da Informação e Comunicação, TICs; Dia das Meninas nas TICs é celebrado esta quinta-feira.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Está sendo celebrado esta quinta-feira o Dia das Meninas nas TICs, sigla para Tecnologias da Informação e Comunicação. Segundo a União Internacional das Telecomunicações, UIT, a data busca encorajar a participação de mais mulheres nas áreas de ciências, tecnologia, engenharia e matemática.

O secretário-geral da UIT, Houlin Zhao, declarou que uma carreira no setor das TICs permite que meninas usem sua criatividade, trabalhem em ambientes internacionais e participem da formação do futuro.

Ciência da Computação

O chefe da UIT afirma que 95% de todos os trabalhos tem algum elemento digital e ter habilidades na área já não é uma vantagem, é simplesmente essencial.

A UIT pede aos governos que incluam técnicas de computação no currículo escolar, porque "garotas que aprendem códigos, desenvolvimento de aplicativos e ciência da computação terão a sua disposição meios poderosos de alcançar a prosperidade econômica".

Estudantes da Área

Segundo a UIT, o número de mulheres estudantes do setor está em queda no mundo todo, o que contribuiu para uma menor participação feminina em empregos na área. A agência prevê um déficit de 2 milhões de postos de trabalho nas TICs, que não serão preenchidos pela falta de profissionais qualificados.

Nos 34 países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, incluindo Estados Unidos, Canadá, França e Alemanha, as mulheres representam menos de 20% dos estudantes do setor das TICs.

Na década de 1980, quando a ciência da computação surgiu nos currículos universitários, elas representavam quase 40%.
Aplicativos

A UIT destaca também que apenas 3% das estudantes de mestrado focam nas Tecnologias da Informação e Comunicação, contra 10% dos estudantes homens.  A desigualdade de gênero reflete também no total de profissionais mulheres da área, que nos países da Ocde chega a 20%.

Na Europa, as mulheres representam apenas 9% dos criadores de aplicativos para smartphones ou tablets. Também no continente, 19% dos postos de gerente nas TICs são ocupados por mulheres, mesma taxa das empresárias do setor.  Os dados são da Comissão Europeia.

A agência destaca que o dia está sendo comemorado em centenas de países, inclusive na sede da UIT na Suíça. Algumas empresas que participam dos eventos são: Cisco, Lego, Microsoft e Novartis.

Segundo a UIT, o Dia das Meninas nas TICs já virou um "movimento global", com 3,5 mil eventos organizados em mais de 140 países, com a participação de 111 mil garotas, desde a criação da data há cinco anos.

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade