Digite sua busca e aperte enter


Imagem:

Compartilhar:

Vida de Programador: humor nerd conta a rotina e dilemas dos desenvolvedores

Criado em 11/07/15 10h35 e atualizado em 11/07/15 11h22
Por Anderson Falcão* Fonte:Portal EBC

Eles estão em muitas empresas, desenvolvendo sites, sistemas e serviços tecnológicos, mas quem não é da área da tecnologia da informação pode ter certa dificuldade em entender o trabalho e o perfil dessa turma: estamos falando dos programadores.

Para contar como são esses profissionais, André Noel, que é formado em ciência da computação, criou em 2011 o site “Vida de Programador”, que trata com humor situações do cotidiano de quem vive escrevendo códigos. De lá pra cá, já são mais de 1400 tirinhas publicadas, material que faz grande sucesso entre desenvolvedores de todo o país. Prova disso foi o público que lotou o auditório da PUC, em Porto Alegre, durante a 16ª edição do Fórum Internacional Software Livre, para ouvir e se divertir com as histórias apresentadas por André, que hoje se vê como um “webcartunista”. "Eu costumo dizer que a vida de programador é engraçada, mas porque o programador diz que é uma vida trágica. É uma tragicomédia quase", descontrai o programador.

Assista à entrevista com o humorista-programador:

André cria as histórias, desenha, publica, divulga em redes sociais e lida com o público, que entra em contato diariamente para comentar, elogiar e sugerir temas para as próximas tirinhas. Com o passar do tempo e com o sucesso dos quadrinhos, o negócio foi se ampliando: o site conta hoje com uma loja virtual para a venda de produtos inspirados nos personagens e histórias das tiras (camisetas, bonés, garrafas, canecas) e virou até marca de café. Isso mesmo. É que a bebida normalmente acompanha as muitas horas dos programadores em frente ao computador e esse hábito inspirou André a entrar também nesse mercado.

O humorista e programador destacou ainda que tudo que envolve o Vida de Programador é feito em software livre: “Quando me perguntam porque trabalhar com código aberto eu respondo com outra pergunta: Por que não? Comecei a trabalhar em software livre por que sabia mexer bem, pela qualidade que os programas oferecem e por que é de graça”. O autor do site contou que utiliza ferramentas como o Ink Scape (para ilustração das tirinhas); o Gimp, para criação e edição de imagens; e o Kdenlive para edição dos vídeos, novo formato que vem experimentando no site e que tem alcançado um público enorme: os vídeos mais populares chegam a mais de 300 mil visualizações no Youtube.

*Colaborou Davi de Castro

 

** A EBC participa da 16ª edição do Fisl como apoiadora do evento, que acontece entre 8 e 11 de julho em Porto Alegre.

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário