Digite sua busca e aperte enter


Comércio eletrônico e direito do consumidor

Imagem:

Compartilhar:

As perspectivas do comércio eletrônico em 2016 são tema do Ponto Com | PComBr | Ano 03 #45

Criado em 22/03/16 17h13 e atualizado em 22/03/16 20h09
Por Rádios EBC Edição:Portal EBC

Apesar da crise econômica, tem setores da economia que seguem crescendo e podem ser uma boa aposta para quem perdeu o emprego. O comércio eletrônico é um deles. No ano passado, enquanto o varejo físico encolheu 3%, as vendas online tiveram alta de 15%. O Ponto Com desta segunda (21) traz dicas para quem quer se aventurar e abrir sua loja na rede, em entrevistas com Natália Bestussi, do Sebrae, e Hellison Lemos, do Mercado Livre. As manifestações políticas no país também foram pauta do programa, que conversou com a pesquisadora Esther Solano sobre como as redes sociais interferem no debate político na atualidade.

7'54" Natália Bestussi, coordenadora de comércio eletrônico do Sebrae fala sobre as vantagens do comércio na internet

Segundo Natália, a internet facilita o relacionamento do vendedor com o consumidor, mas é preciso tomar algumas precauções antes de se lançar na empreitada. "É importante fazer uma análise do negócio e avaliar se é melhor atuar no campo virtual ou no campo físico", diz. A coordenadora diz que os segmentos de moda, eletrônicos e cosméticos estão entre os que têm mais demanda no setor.

23' Hellison Lemos, diretor do Mercado Livre, fala sobre as perspectivas para os negócios online em 2016

Segundo Lemos, apesar da crise econômico, o comércio eletrônico deve crescer cerca de 8% em 2016. "Apesar da crise, o comércio eletrônico vem tendo um crescimento maior que o varejo nos últimos anos", afirma. Em 2015, enquanto as compras no varejo caíram 3%, as vendas online subiram 15%. Lemos diz que imagens atrativas e publicidades são fundamentais na modalidade.

36'35" A pesquisadora Esther Solano, da Unifesp, compara os protestos de 2013 e os da atualidade

Para Solano, o que tem de comum entre os dois períodos de manifestação é a sensação de euforia coletiva. "Essa euforia não deixa tempo para refletir muito bem e se colocar politicamente em relação ao que está acontecendo", observa. Como diferença, ela aponta a raiva presente nas manifestações de hoje como um elemento que não havia em 2013.

 

Música do programa

3'47" Liniker - Caeu - Cru

17'16" Graveola - Esquadrão - London Bridge

30'47" Criolo e Tulipa Ruiz - Cartão de Visita - Convoque seu Buda

43'47" 5 a Seco - Deixe Estar - Ao Vivo no Ibirapuera

52'40" A Fase Rosa - Leveza - A Praia

 

Ouça o programa na íntegra:

Creative Commons - CC BY 3.0 - ponto_com_ponto_br_21.03.mp3

 

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário