X

Digite sua busca e aperte enter


Compartilhar:

10 projetos que lutam pelos direitos da mulher e que você pode apoiar

Criado em 08/03/16 17h14 e atualizado em 08/03/16 19h14
Por Portal EBC

A luta contra o sexismo e pela equidade social muitas vezes começa em iniciativas solitárias ou pequenos grupos em que elas, por afinidade, se juntam para discutir um tema ou unem forças contra alguma questão que lhes aflija. Mas muitas ideias que surgem a partir desses grupos e que seriam capazes de fazer a diferença na vida de muitas mulheres acabam esbarrando na questão financeira.

Para apoiar essas iniciativas e não deixar que essas ideias não saiam do papel, o Portal EBC fez uma seleção de projetos que trabalham pelo empoderamento e a garantia dos direitos da mulher e com os quais você pode contribuir via financiamento coletivo (crowdfunding). Confira abaixo.

1. Revista AzMina 

A Revista AzMina é uma publicação feminista gratuita que aposta que o "jornalismo feminino pode ser tão bom e empoderador quanto a gente quiser!"

Além do crowdfunding para a revista, a iniciativa está captando recursos para um projeto de microbolsas de reportagem para mulheres tocaram em "temas tabus, denunciar abusos, explorar novas possibilidades de direitos, educar, informar e entreter".

2. Casa das Crioulas 

O projeto Casa das Crioulas está coletando recursos para reformar uma casa que abriga as atividades de acolhimento às mães autônomas e de diversos grupos e coletivos feministas em São Paulo. Conheça os detalhes do projeto de financiamento coletivo da casa aqui.

3. App Vamos Juntas? 

A criação de um app é o próximo passodo movimento Vamos Juntas?, que busca colocar mulheres desconhecidas em contato para inibir o assédio e a violência nas ruas das grandes cidades brasileiras.

4. Das cicatrizes que transbordam luta 

O projeto independente curitibano "Das cicatrizes que transbordam luta" é uma proposta de curta-metragem documental que busca denunciar o racismo sofrido pelas mulheres negras. 

5. Casa da Mulher Yawalapiti 

As mulheres indígenas Yawalapitis, no interior do Mato Grosso, buscam, com o apoio do financiamento coletivo, construir a primeira Casa da Mulher no Xingu, na qual os saberes femininos da cultura indígena pudessem ser passados de mulher para mulher. Na cultura dos Yawalapitis, os homens possuem uma casa específica para suas atividades, na qual as mulheres não podem entrar. 

6. Onde está o sorriso de Juju? 

Como perceber se uma criança pode estar sendo abusada sexualmente? Como conversar sobre isso com ela? O que acontece depois que a criança revela o segredo do abuso sexual? Capitaneado por uma psicóloga do Ceará, o projeto Onde está o sorriso de Juju? pretende reunir fundos para a publicação de um livro infantil que promova o o enfrentamento do abuso sexual, sensibilizando para o acolhimento e proteção da criança e família.

7. Mulheres de Linha

O projeto Mulheres de Linha é um modelo socioambiental, desenvolvido em Sete Lagoas (MG), que recebe resíduos de indústrias de tecidos, os quais seriam descartados como resíduo industrial e os transforma em artesanato decorativo e funcional, por meio de oficinas gratuitas de capacitação a mulheres de 12 a 30 anos.

8.  "Primavera das Mulheres: um show – manifesto"

No Rio de Janeiro, 40 artistas engajadas na luta pelo direito das mulheres participam do espetáculo cultural  "Primavera das Mulheres: um show – manifesto", que aborda aspectos da política e da sociedade, debatendo temas como o racismo, o preconceito, o machismo histórico e a violência de gênero. O grupo estreiou de forma independente no dia 28 de janeiro deste ano, no Teatro Solar de Botafogo, e agora quer ir adiante, levar sua mensagem para outros palcos.

9. Elas - Fundo de Investimento Social

O Elas é  fundo brasileiro de investimento social voltado exclusivamente para a promoção do protagonismo de meninas, jovens e mulheres. Através de concursos de projetos, a iniciativa investe em projetos voltados para as seguintes áreas temáticas: prevenção da violência contra as mulheres e meninas; promoção da autonomia econômica, do empreendedorismo e do fim da pobreza de mulheres e meninas; expansão do acesso à saúde e dos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres; ampliação do acesso à cultura, comunicação, arte e esportes; promoção da equidade étnica e racial e promoção de um meio ambiente justo e sustentável.

10. Maternativa

O Maternativa é um portal de geração de conteúdo e compartilhamento de informações e de compra e venda de produtos e serviços de mães empreendedoras e está captando recursos para formalizar a iniciativa como um negócio formal. Saiba mais sobre o financiamento coletivo para esse projeto aqui.

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário