Capitão da seleção brasileira em 1958, Bellini morre aos 83 anos

Portal EBC 20.03.2014 - 16h06 | Atualizado em 21.03.2014 - 10h07

O ex-jogador de futebol e capitão da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1958 Bellini faleceu nesta quinta-feira (20), em São Paulo, aos 83 anos. O bicampeão do mundo foi internado em estado crítico na manhã de hoje no hospital Nove de Julho, na capital paulista, e não resistiu a complicações causadas por uma parada cardíaca. Bellini, que sofria de Mal de Alzheimer em estado avançado, será enterrado nesta sexta-feira em Itapira, no interior de São Paulo, onde nasceu.

Leia também:

Relembre a trajetória de outro campeão mundial de 58: Nilton Santos

Assista a primeira parte do De Lá Pra Cá especial sobre a Copa do Mundo de 1958

Assista a segunda parte do De Lá Pra Cá especial sobre a Copa do Mundo de 1958

Assista a terceira parte do De Lá Pra Cá especial sobre a Copa do Mundo de 1958

Nascido em 7 de junho de 1930, Hideraldo Luís Bellini foi o capitão do Brasil na Copa do Mundo de 1958. Ele foi o primeiro atleta a erguer o troféu acima da cabeça, inventando, espontaneamente, um gesto que passou a ser repetido por todos os campeões. O gesto histórico acabou imortalizado em uma estátua, que fica na entrada principal do Maracanã. Além de ter empunhado a braçadeira na campanha do primeiro título mundial brasileiro, Bellini foi reserva e fez parte do elenco que venceu a Copa de 1962, e esteve na seleção eliminada na fase de grupos em 1966, encerrando sua participação em Copas do Mundo.

O zagueiro começou sua carreira em 1946, quando defendeu o Sociedade Esportiva Itapirense. De lá, seguiu para a Esportiva Sanjoanense e, em 1951, acertou sua transferência para o Vasco da Gama, onde foi ídolo. Bellini defendeu o alvinegro por 11 anos, foi tricampeão estadual e é apontado como um dos maiores jogadores que vestiram a camisa cruzmaltina. A trajetória do defensor no futebol carioca terminou em 1963, quando foi contratado pelo São Paulo. Foram cinco anos no clube, mas sem ganhar nenhum título. Bellini encerrou sua carreira no Atlético-PR, clube que defendeu no ano de 1968.

Confira a reportagem do Repórter Brasil:

 

  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0