Digite sua busca e aperte enter


Partitura

Imagem:

Compartilhar:

Música estimula, acalma e desenvolve a fala desde cedo

Criado em 26/03/14 07h34 e atualizado em 26/03/14 10h55
Por Plenarinho

Partitura
Especialistas garantem que quem estuda música tem maior capacidade de concentração e de atenção (Jorge Franganillo / Creative Commons)

A nossa experiência com a música começa muito cedo, antes mesmo de a gente nascer. É que os bebês que ainda estão na barriga da mamãe já podem reconhecer vários sons. O professor de música Ricardo Dourado, da Universidade de Brasília (UnB), explicou que depois do nascimento muitos sons ouvidos pelo bebê ainda na barriga serão reconhecidos, como a voz da mamãe e do papai. “O desenvolvimento da fala e das relações de carinho acontece de acordo com o que se ouviu antes de sair da barriga”, explicou o professor.

E tem mais: Algumas pesquisas compravam que a música clássica estimula o cérebro do bebê dentro da barriga, causando uma sensação de tranquilidade. Em bebês que nasceram antes dos noves meses, a música clássica tem o poder de acalmar os batimentos do coração.

Se dentro da barriga, os sons e a música já são tão importantes, imagina depois... Você provavelmente não lembra, mas com um aninho, tudo que escutou era ritmado, todos os sons ouvidos pareciam pequenas melodias. É o que garante o professor Ricardo. Além disso, há as canções de ninar que as mães e pais cantam. Elas fazem parte da nossa história e serão lembradas por muitos e muitos anos!

Música e estudo

A gente cresce, cresce e a música só vai aumentando em importância na nossas vida. Como?! Na hora de estudar, por exemplo. Os professores e especialistas garantem que quem estuda música tem maior capacidade de concentração e de atenção. Assim, a pessoa que tem contato com a música consegue guardar mais informações sobre o que escuta. E  isso na escola é muito importante para entender e lembrar o que os professores ensinam, não é mesmo?

Pequeno grande músico

Não é de hoje que a música faz parte do universo infantil. Joannes Christostomos Wolfgang Gottlib Mozart, que ficou famoso apenas como Mozart, nasceu no ano de 1756, em Salzburgo, na Áustria. Mozart foi um grande compositor e é respeitado e conhecido até hoje pelo seu trabalho. O mais incrível de tudo é que ele começou cedo: aos cinco anos de idade compôs as primeiras peças de piano e antes de completar sete, aprendeu a tocar violino sozinho!

Quando Mozart tinha apenas seis aninhos ele fez a primeira excursão com sua família para mostrar seu trabalho em Monique, na Alemanha.

Estudando música

Se você se interessou pela música e ficou com vontade de estudar essa arte, converse com seus pais ou professora sobre esse desejo. Você pode adiantar as coisas procurando na internet os locais onde há aulas de música na sua cidade. Em Brasília, por exemplo, há um curso muito bacana na Universidade de Brasília. Desde o ano 2002, há por lá o curso de musicalização infantil.

Nas aulas do curso da UnB você aprenderá mais sobre o ritmo, a respiração e o canto. Depois poderá escolher um instrumento para tocar. Já pensou que instrumento parece com você? Flauta, violino, bateria ou guitarra?

Dica musical

Hoje existe música de tudo quanto é jeito. Com letras de protesto, apaixonadas ou mesmo sem palavras. Mas existem também músicas feitas para você! Isso mesmo, música para a criançada, que quer mais saber é de brincar e contar história. Por isso, não deixe de curtir as músicas feitas por estes grandes artistas:

- Bia Bedran: A cantora junta duas grandes paixões das crianças: música e história. Bia é mestre na arte de cantar histórias. Ele já lançou mais de dez discos e suas apresentações são  verdadeiros espetáculos, recheados de teatro e música.

- Palavra Cantada: O grupo nasceu em 1994. É resultado da união de dois grandes amigos: Sandra Peres e Paulo Tatit, que queriam fazer música de qualidade para criançada. Hoje eles juntam música, brincadeiras e poesias em dez CDs e já ganharam cinco prêmios por conta de seus trabalhos.

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade