Digite sua busca e aperte enter


Imagem: Annabelle and Cameron / Flickr

Compartilhar:

Colchão no chão é um dos princípios do quarto montessoriano

Criado em 13/06/16 09h43 e atualizado em 14/06/16 09h52
Por Gabriel Salomão* Fonte:Lar Montessori

O quarto montessoriano como o conhecemos, assim como toda a aplicação de Montessori em casa, é um combinado de aspectos de Montessori e de observações dela sobre a criação das crianças. O propósito do quarto é que ele seja um ambiente de conforto, liberdade e respeito pelas necessidades da criança pequena.

Quarto montessoriano2
Creative Commons - CC BY 3.0 - Quarto montessoriano2

Annabelle and Cameron / Flickr

O quarto montessoriano comum contém uma cama no chão, uma área de movimento com um espelho à frente do qual pode haver uma barra a 50cm do chão, para que a criança se apoie quando quiser começar a ficar em pé e caminhar, uma prateleira com poucos brinquedos e um guarda-roupas com algumas prateleiras ou gavetas acessíveis para uma seleção de roupas da criança.

Quarto montessoriano3
Creative Commons - CC BY 3.0 - Quarto montessoriano3

Annabelle and Cameron / Flickr

Assim desenhado, trata-se de um bom quarto para os primeiros anos de vida da criança. Depois de chegado o tempo em que ela se deite e levanta-se sem dificuldade de uma cama comum, a substituição pode acontecer. A ideia não é que a criança escale a cama para dormir, porque isso não é relaxante. Mas também não desejamos manter a criança em uma cama diferente da nossa depois de ela já ser capaz de dormir em uma semelhante. O espelho também muda de posição depois que a criança fica em pé, e não engatinha mais. Se antes ficava horizontal, agora fica vertical e permite que o corpo inteiro seja visto. Os brinquedos mudam, o acesso às roupas aumenta gradativamente com o aprendizado, e a barra desaparece tão logo seja desnecessária.

Alguns pontos que habitualmente aparecem em quartos montessorianos e que podem ser aperfeiçoados para o bem estar da criança são o excesso de cores e brinquedos, o excesso de decoração para o adulto e a artificialização do ambiente.

Quarto montessoriano4
Creative Commons - CC BY 3.0 - Quarto montessoriano4

Annabelle and Cameron / Flickr

Quando tornamos o quarto muito colorido, o ambiente deixa de ser relaxante. As cores para o quarto de dormir precisam ser escolhidas tendo em mente um espaço pacífico e tranquilo, mais do que um espaço "fofo", "infantil" ou - pior - "de menino(a)". Assim, uma só cor clara, suave e relaxante é sempre a melhor opção. Quando temos brinquedos em excesso o problema é um pouco maior. Além de tornar o ambiente estimulante, muitos brinquedos tornam uma organização clara e cuidadosa quase impossível, e isso tem alguns efeitos, dois dos quais são que a criança escolha sempre o mesmo brinquedo ou que ela brinque por muito pouco tempo com todos eles e depois se desinteresse e vá buscar outras coisas para fazer pela casa. Com poucos brinquedos bem organizados, a criança consegue escolher mais facilmente e nós conseguimos identificar verdadeiramente pelo que é que ela se interessa.

A decoração do quarto da criança também deve ser cuidadosamente escolhida. Em lugar de estabelecer um "tema" para o quarto e torná-lo um museu de coisas inúteis e padronizadas feito para fascinar adultos, nós podemos colocar, na parece, bem baixinhas, três ou quatro ilustrações que agradem aos principais interessados - os nossos filhos - ou que tenham sido feitas por eles e que eles mesmos tenham escolhido utilizar na decoração. Isso ajuda a criança a se sentir "dona" do ambiente e deixa o quarto mais agradável para ela, menos estimulante e mais tranquilo.

Quarto montessoriano
Creative Commons - CC BY 3.0 - Quarto montessoriano

Annabelle and Cameron / Flickr

Finalmente, há algumas coisas que fazemos com o quarto da criança que não precisam, mesmo, existir. A mais comum entre elas é cobrir todo o chão do quarto com placas coloridas de borracha. Isso é desnecessário e pode ser prejudicial. Podemos colocar placas de borracha para isolar a cama do frio do chão, e até podemos colocar uma ao lado da cama para proteger crianças de menos de um ano de idade de quedas. Mas colocar as placas em todo o quarto tira a firmeza do chão, importante para o caminhar da criança, e torna o ambiente do quarto dela algo especial, e completamente artificial, em relação ao resto da casa e do mundo. As placas coloridas também são estímulos demais.

Uma outra peça bastante usada na decoração dos quartos das crianças é uma casinha de madeira em volta da cama. Não é uma peça necessária e pode ser arriscada para a criança, se ela bater a cabeça ali enquanto dorme. Sobretudo, desde há muito tempo, que camas não têm mais armações em volta delas e a cama não é uma casinha, ela é mesmo uma cama. Se queremos uma casinha ou uma cabana, podemos fazer uma, num lugar que não seja a cama.

*Com modificações

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade