Digite sua busca e aperte enter


Carroça com material plástico reciclável

Imagem:

Compartilhar:

Como surgiu o plástico?

Criado em 11/07/14 11h13 e atualizado em 11/07/14 11h56
Por Edukatu

reciclagem plástico
Produção mundial de plástico passou de 1,5 milhão de toneladas em 1950 para 265 milhões de toneladas em 2010 (Sanju / Creative Commons)

“...Você acorda de manhã, bem cedinho, com o cantar do galo. Vai até o banheiro, escova os dentes com sua escova feita de madeira e cerdas de pelo de animais. Depois de se arrumar, você vai até a padaria e, além dos pães, compra 100 gramas de margarina e coloca no pote de vidro que você levou de casa, prevenido que é. Quase chegando de volta em casa, você ouve aquele tilintar de garrafas de vidro: é o leiteiro que toda manhã passa em frente a sua casa deixando algumas garrafas cheias e recolhendo as vazias. Já na escola, você abre sua mochila de pano e retira de lá seu estojo e sua régua, ambos de madeira, pega seu lápis e começa a fazer seus exercícios de matemática. Quando volta para casa, você encontra sua mãe preparando panquecas para o almoço. Ela aquece um pouco de manteiga na panela, coloca a primeira panqueca e o que mais temia acontece: fica tudo grudado. Será que não tem nada que se possa colocar na panela pra evitar esse grude todo? Antes de fazer sua lição de casa é hora de lavar a louça, usando uma bucha vegetal e sabão feito com gordura natural. Você e sua mãe já tinham visto no mercado um novo tipo de sabão líquido chamado detergente, mas naquele dia não tiveram como comprar porque não tinham levado uma garrafa de vidro para o transporte...”

Essa pequena história mostra como seria um dia na vida de uma família se não existisse algo que, por vezes, passa até mesmo despercebido: o plástico. É quase impossível pensarmos nossa vida cotidiana sem a presença dessa que é, talvez, uma das mais importantes invenções do século 20.

E de onde vem o plástico? Como sabemos, ele não é um recurso natural, ou seja, não está presente de forma pronta na natureza. Ele é resultado de pesquisas e experimentos químicos.

A história do plástico começou com Alexander Parkes que, em 1862, descobriu um material orgânico derivado da celulose. Ele buscava um material substituto da borracha, matéria-prima utilizada em muitos produtos na época. A parkesina, como ficou conhecida, quando aquecida podia ser moldada e mantinha a mesma forma quando esfriava. Entretanto, seu elevado custo de produção desestimulou os investidores.

Em 1869, o tipógrafo americano John Wesley Hyatt, para substituir o marfim na fabricação de bolas de bilhar – esporte tão popular que já ameaçava a população de elefantes – descobriu um material a base de nitrato de celulose tornava-se um filme sólido e flexível. A chamada celuloide era formada por uma mistura de fibras de algodão com ácidos.

E foi há cerca 100 anos que Leo Hendrik Baekeland criou a primeira resina totalmente sintética: a baquelita. Para criá-la, Baekeland dedicou-se a desenvolver um aparato que permitia controlar as variações do calor e da pressão na combinação de ácido carbólico (fenol) com formaldeído. Esses eram os grandes desafios para se fabricar uma resina plástica.

Daí para o material ocupar o papel de destaque que tem atualmente foi apenas questão de tempo: a produção mundial de plástico passou de 1,5 milhão de toneladas em 1950 para 265 milhões de toneladas em 2010!

Desde o início do uso do material plástico nas indústrias, o homem enxergou o seu potencial e investiu para aperfeiçoá-lo. Ao longo dos anos, pesquisadores identificaram mais possibilidades na variação das características de cada polímero, diversificando seus tipos. Atualmente já existem plásticos produzidos até mesmo a partir de matérias-primas renováveis, como é o caso do chamado “plástico verde”, feito da cana-de-açúcar.

Creative Commons - CC BY 3.0

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Deixe seu comentário

Publicidade