Digite sua busca e aperte enter


Iemanjá

Imagem:

Compartilhar:

Seguidores de religiões africanas celebram Iemanjá neste sábado

Criado em 28/12/12 06h46 e atualizado em 28/12/12 10h00
Por Isabela Vieira Edição:Tereza Barbosa Fonte:Agência Brasil

Iemanjá
Iemanjá (Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)

Rio de Janeiro - Cerca de 3 mil pessoas devem participar da comemoração do Dia de Iemanjá na Praia de Copacabana, zona sul do Rio, neste fim de ano. A celebração com flores e o lançamento ao mar de um barco de quatro metros enfeitado com a imagem da orixá foi antecipada para amanhã (29), para não se misturar com os festejos do réveillon na segunda-feira (31).

Como de costume, a comemoração começa com uma carreata, às 15h, puxada por um caminhão do Corpo de Bombeiros, que leva a imagem de Iemanjá de um terreiro religioso no bairro do Estácio, na Rua Sampaio Ferraz, ao Posto 4, em Copacabana. De lá, os fieis saem em procissão em direção ao Posto 3. As baianas distribuem de flores à população e fazem consultas.

“É para agradecer e pedir coisas boas para o próximo ano. Essa prática era no dia 31, mas como agora tem fogos, palco, aquilo tudo na praia, para não misturar o sagrado com o profano, passamos para o dia 29 ”, explicou Fátima Damas, presidente da Congregação Espírita Umbandista do Brasil (Ceub), organizadora do festejo. Para ela, o fato de a data cair no sábado, deve atrair mais fiéis.

Para o interlocutor da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (Ccir) no Rio, o babalaô Ivanir dos Santos, a celebração é um momento de reflexão e união. “Tanto no candomblé quanto na umbanda, Iemanjá representa a fraternidade universal, porque é mãe de todos os orixás”, disse, em nota. Segundo ele, o festejo impressiona turistas e seguidores de outras crenças.

Edição: Tereza Barbosa

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade