Rio terá feriado durante visita do papa à Jornada Mundial da Juventude

Nielmar de Oliveira - Agência Brasil 15.05.2013 - 19h28 | Atualizado em 22.07.2013 - 09h51

A proposta que será enviada à Câmara de Vereadores prevê feriado integral nos dias 25 e 26 de julho, segundo informou o prefeito Eduardo Paes (Roberto Stuckert Filho/Presidência)

Rio de Janeiro - O prefeito Eduardo Paes vai encaminhar ainda hoje (14) à Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro proposta de feriado integral nos dias 25 e 26 de julho, quando ocorrem os dois principais eventos da Jornada Mundial da Juventude com a participação do Papa Francisco na Praia de Copacabana, na zona sul da cidade: a Via Crúcis e a Missa da Acolhida, quando são esperados cerca de 1,5 milhão de peregrinos.

A informação foi dada em entrevista coletiva hoje pelo prefeito Eduardo Paes. Segundo Paes, também será feriado parcial os dias 23 (a partir das 16h) e 29 de julho (até as 12h). No primeiro caso o feriado será para facilitar a chegada dos peregrinos à Copacabana e no segundo para facilitar a saída dos ônibus da cidade.

“A medida é para conforto tanto dos moradores da cidade como para os que estarão aqui nestes dois dias de visita. Nós estamos falando de um evento que vai reunir de 1,5 milhão a 2 milhões de visitantes em Copacabana, na quinta-feira e na sexta-feira, dias de expediente normal. É como se tivéssemos dois réveillons seguidos, do ponto de vista do fluxo de pessoas”, disse Paes.

Leia também:

Enem: baixe as provas das edições anteriores

Saiba quando e como receber o benefício do Abono Salarial 2013/2014

Brasil é responsável por 2,7% da produção científica mundial, destaca presidente da SBPC

O prefeito Eduardo Paes disse que a prefeitura, por meio da Rio Eventos Especiais, está montando um amplo esquema operacional e de mobilidade urbana para os dias em que o Papa Francisco estiver na cidade para a Jornada Mundial da Juventude, ente os dias 23 e 29 de julho.

Nestes dias a cidade terá um esquema especial de trânsito, sinalização reforçada em pontos turísticos, reforço no sistema de transportes, além de ter intensificadas as atuações dos órgãos municipais envolvidos no evento. Estarão excluídas da proposta de feriado as atividades de comércio de rua, bares, centros comerciais, shopping centers, galerias, estabelecimentos culturais e pontos turísticos – que poderão funcionar normalmente.

Segundo a prefeitura, para compensar os feriados parciais da terça-feira e da segunda-feira subsequente, os estabelecimentos públicos e privados poderão iniciar as suas atividades mais cedo, de modo a compensar o término antecipado da jornada de trabalho. 

Outra decisão tomada pelo prefeitura, a partir de sugestão da Rio Eventos Especiais, envolve os ônibus fretados que transportarão peregrinos vindos do exterior, de outros estados ou do interior do Rio de Janeiro: eles não poderão circular dentro do município do Rio durante os dias 19 e 30 de julho. Caso não respeitem a determinação, os veículos serão multados e apreendidos.

O Papa Francisco chega ao Rio de Janeiro no dia 22 de julho, retornando à Roma no dia 28, quando termina a Jornada Mundial da Juventude. Enquanto estiver no país, o Papa terá encontro com a presidenta Dilma Rousseff, com o governador Sérgio Cabral e com o prefeito Eduardo Paes. Visitará uma favela, a da comunidade de Varginha, em Manguinhos, e se encontrará com representantes da sociedade civil.

Edição: Fábio Massalli

 

  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0