Digite sua busca e aperte enter


Brasil 5 x 2 Suécia - Copa de 1958

Imagem:

Compartilhar:

Escute a final da Copa do Mundo de 1958 entre Brasil e Suécia

Criado em 30/11/12 18h57 e atualizado em 05/12/12 11h20
Por Edgard Matsuki Fonte:Portal EBC

Em 2014, a seleção brasileira busca o hexacampeonato na Copa do Mundo sediada no Brasil. Assim como nas últimas edições da competição, o país desponta como um dos favoritos para levantar a taça. Muito desse temor que os adversários têm em relação ao “escrete canarinho” começou a se desenhar após a Copa de 1958, disputada na Suécia.

Para você relembrar um pouco mais deste momento histórico, o Portal EBC disponibiliza, nesta página, o áudio original da final entre Brasil e Suécia. A transmissão da partida foi feita pelos narradores Jorge Cury e Oswaldo Moreira (cada um fazia a narração dos lances de um lado do campo). Os comentários da partida foram de Guilherme Sibemberg (que na época era jornalista da Rádio Gaúcha) e a apresentação foi Antônio Cordeiro, que estava nos estúdios do Rio de Janeiro.

A gravação é dividida em seis partes e foi recuperada pela equipe do Museu da Imagem (MIS) do Rio de Janeiro a partir dos acetatos (espécie de disco de vinil) originais. A gravação tem o total de 109 minutos e 21 segundos. Ao longo da gravação, há oscilações no áudio. Isso acontece pela instabilidade da transmissão via ondas curtas da época. Cerca de 25 minutos (parte do 1º tempo) não foi possível de ser recuperada.

Clique nos players de áudio para ouvir a final de 1958 entre Brasil e Suécia

Parte 1 – Do começo do jogo até os 15 minutos

Creative Commons - CC BY 3.0 -

 

Primeiro gol do Brasil na final da Copa de 1958
Primeiro gol do Brasil na final da Copa de 1958 (Scanpix/Wikimedia Commons)

Partes de destaque do áudio

1:15 – Começa o jogo no estádio Rasunda
5:30 – Acontece o primeiro gol da Suécia, marcado por Liedholm aos 4 minutos do primeiro tempo. Suécia 1 a 0
9:47 – O Brasil empata a partida com Vavá, aos 9 minutos, após cruzamento de Garrincha
11:00 – Pelé acerta a trave da Suécia. Quase gol do Brasil
15:40 – Gustavsson quase marca o segundo gol dos suecos

Parte 2 – Dos 42 minutos até o final do primeiro tempo; intervalo e início do segundo tempo (até 3 minutos)

Creative Commons - CC BY 3.0 -

Nesta altura da partida, o Brasil já havia desempatado a partida com Vavá aos 32 do 1º tempo. Mas o jogo ainda estava difícil para o Brasil.

Partes de destaque do áudio

1:04 – Pelé tenta dar um chapéu no zagueiro e quase marca o terceiro do Brasil. O narrador diz que ele ainda vai marcar um gol na partida
2:37 – Sem dar acréscimos, o juiz acaba o primeiro tempo da final da Copa do Mundo de 1958
3:10 – O comentarista Guilherme Sibemberg fala como foi o primeiro tempo. Para ele, o time estava nervoso no começo da partida. Mas, o Brasil era o melhor do mundo.
9:10 – O comentarista analisa a performance de Garrincha. “É um espetáculo para o público sueco”.
14:20 – Começa o segundo tempo da final da Copa do Mundo de 1958

Parte 3 – Dos 3 até os 20 minutos do segundo tempo

Creative Commons - CC BY 3.0 -

Partes de destaque do áudio

Pelé marca contra Suécia na final da Copa de 1958
Pelé marca contra Suécia na final da Copa de 1958 (Scanpix/Wikimedia Commons)

6:10 – Pelé marca um dos gols mais bonitos da história do futebol, após matar a bola no peito e dar um chapéu no zagueiro sueco Axbom. Brasil 3 a 1. São dez minutos do segundo tempo
10:10 – Bellini, capitão do Brasil, desloca a clavícula no meio da partida. Com raça, ele mesmo coloca o osso no lugar. Segue o jogo
12:00 – O Brasil passa a dominar o jogo. Vavá quase marca o quarto gol
14:50 – Garrincha dá uma seqüência de cinco dribles em Axbom. O locutor vai à loucura

Parte 4 – Dos 20 minutos do segundo tempo até o fim de jogo e comemoração do título

Creative Commons - CC BY 3.0 -

Partes de destaque do áudio
1:10 – Zagallo marca o quarto gol do Brasil aos 23 minutos do segundo tempo. “É a Copa do Mundo que caminha para o Brasil”, diz o narrador. É goleada
9:05 – Falta perigosa para a Suécia. Mas o goleiro Gilmar faz boa defesa
10:00 – O narrador interrompe a transmissão para avisar que o presidente Juscelino Kubtcheck ouvia o jogo no local em Brasília, cidade que estava sendo projetada
11:00 – Garrincha sofre falta dentro da área. “PENÂLTI”, grita o narrador. Mas a falta foi marcada fora da área
13:20 – A Suécia tenta reagir e marca o segundo gol aos 35 minutos do segundo tempo. De acordo com o narrador, o atacante Simonsson estava impedido. 4 a 2 para o Brasil

Com 17 anos, Pelé chora emocionado após a final da Copa de 1958
Com 17 anos, Pelé chora emocionado após a final da Copa de 1958 (Aftonbladet/Wikimedia Commons)

18:15 – A Suécia quase marca o terceiro gol. Gilmar, mais uma vez salva o Brasil
21:20 – Vavá e Didi caem no campo. A Suécia começa a apelar para a violência. Faltam três minutos para acabar a final
23:40 – Começa a tocar uma música da vitória. Os brasileiros já comemoram o título. O jogo passa dos 45 minutos do segundo tempo
24:45 – Pelé marca o quinto gol do Brasil. A Copa do Mundo da Suécia está encerrada com o gol do rei do futebol. O Brasil é campeão mundial de futebol
27:00 – A torcida sueca aplaude os brasileiros. Os brasileiros desfilam com a bandeira sueca para retribuir a gentileza dos anfitriões
29:00 - Antônio Cordeiro fala, diretamente do Brasil, sobre a festa do título
32:30 – Começa a cerimônia de premiação dos jogadores

Parte 5 – A festa do título

Creative Commons - CC BY 3.0 -

Partes de destaque do áudio
1:30 – Todos estão chorando no estádio. A taça Jules Rimet é entregue ao capitão Bellini
5:30 – O rei da Suécia cumprimenta os jogadores do Brasil. Começa a volta olímpica
6:40 – O hino nacional brasileiro começa a ser tocado no estádio sueco
8:10 – O hino sueco é tocado no estádio em Estocomo. Após isso, acaba a cerimônia de premiação

Como foi a campanha do Brasil na Copa do Mundo de 1958

Brasil comemora conquista da Copa de 1958 com a bandeira da Suécia
Brasil comemora conquista da Copa de 1958 com a bandeira da Suécia (Scanpix/Wikimedia Commons)

A equipe, que chegou discretamente à região da Escandinávia, surpreendeu os adversários com um futebol bonito e desbancou favoritos ao título como a União Soviética (o Brasil venceu por 2 a 0) e a França (goleada por 5 a 2). Com uma campanha de quatro vitórias e um empate, o Brasil chegava à final do campeonato para enfrentar a dona da casa Suécia.

Os adversários chegavam à decisão com o apoio da torcida e muita moral após eliminar a então atual campeão mundial Alemanha nas semifinais. Mais uma vez, o Brasil desbancou o favoritismo adversário e aplicou uma goleada de 5 a 2. Os gols da final foram marcados Vavá (duas vezes), Pelé (duas vezes) e Zagallo. Os suecos descontaram com Liedholm e
Simonsson.

Jogos do Brasil na Copa de 1958

Primeira Fase

Brasil 3 x 0 Áustria
Gols: Mazzola (duas vezes) e Nilton Santos

Brasil 0 x 0 Inglaterra

Brasil 2 x 0 União Soviética
Gols: Vavá (duas vezes)

Quartas de final

Brasil 1 x 0 País de Gales
Gol: Pelé

Semifinais

Brasil 5 x 2 França
Gols Brasil: Vavá, Didi e Pelé (três vezes)
Gols França: Fontaine e Piantoni

Final

Brasil 5 x 2 Suécia
Gols Brasil: Vavá (duas vezes), Pelé (duasvezes) e Zagallo
Gols Suécia: Liedholm e Simonsson

Escalação da final

Brasil: Gilmar; Djalma Santos, Bellini, Orlando, Nilton Santos, Zito, Didi, Pelé, Garrincha, Vavá e Zagallo. Técnico:Vicente Feola

Suécia: Svensson; Bergmark, Axbom, Börjesson, Gustavsson, Parling, Hamrin, Gren, Simonsson, Liedholm e Skoglund. Técnico: Georges Raynor

Juiz: Maurice Guigue (FRA)

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade