Digite sua busca e aperte enter


aaron swartz falando

Imagem:

Compartilhar:

Site do MIT recebe novo ataque de hackers que protestam pela morte de Aaron Swartz

Criado em 15/01/13 16h17 e atualizado em 15/01/13 18h03
Por Leyberson Pedrosa Fonte:Portal EBC

Na tarde desta terça-feira (15), o perfil do twitter @TheAnon0ne divulgou um novo ataque a um dos domínios do site do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). O perfil atribuido a integrantes do grupo Anonymous cita que foi realizado um "Tango Down" no link http://rledev.mit.edu. O termo  significa que o site foi derrubado em referência à expressão utilizada por militares norte-americanos quando acertam um alvo.

O domínio derrubado é utilizado pelo Laboratório de Pesquisas em Eletrônicos do MIT (Research Laboratory of Electronics), que está exibindo a seguinte mensagem de erro "Directory Listin Denied" (Lista de Diretório Negada). Contudo, o site principal do laboratório continua funcionando pelo link http://www.rle.mit.edu/.
 

Mensagem sobre o Tang Down no perfil do twitter.

Na segunda-feira (14), o  MIT recebeu o primeiro ataque de hackers em memória ao ativista e programador Aaron Swartz, que se suicidou na sexta-feira (11). O grupo Anonymous deixou uma mensagem no site do MIT em homenagem ao jovem de 26 anos. O conteúdo do texto pede desculpas aos administradores do site.

Mensagem deixada no site principal do MIT

O MIT  é citado pela família de Swartz como um dos responsáveis pela pressão que o levou  a se suicidar. Ele estava sendo investigado por  ter feito supostamente downloads ilegais de conteúdos do site do MIT. Para a família, a promotoria do caso intimidou o programador com a possibilidade pena de até 30 anos pelo ato. O presidente do MIT chegou a anunciar uma apuração interna om o objetivo de avaliar a influência da instituição na morte de Swartz.

aaron swartz falando
Aaron Swartz era ativista contra projetos de leis que poderiam incentivar a censura na rede (selfagency / Creative Commons)

Swartz é conhecido internacionalmente por ter sido um dos responsáveis por criar, aos 14 anos, o sistema RSS de distribuição de conteúdos pela rede. O jovem também era ativista acontra a censura na internet. Após sua morte, vários acadêmicos de todo mundo chegaram a disponibilizar artigos em homenagem a Aaron, que estão disponíveis no site http://pdftribute.net.

Leia também:

Pesquisador de NY argumenta que projeto contra pirataria online é perigoso para a web

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário