Digite sua busca e aperte enter


Região Sudeste lidera as assinaturas de TV paga

Imagem: Al Ibrahim/Creative Commons

Compartilhar:

Ver TV discute sobre o papel educativo da TV

Criado em 09/09/15 11h40 e atualizado em 09/09/15 11h50
Por Ver TV Fonte:TV Brasil

Como todo meio de comunicação, a televisão pode transmitir bons ou maus ensinamentos. O alcance da TV potencializa a ação educativa e pode superar a força da escola e da família. O Ver TV desta semana reúne especialistas nas áreas de TV, radiodifusão e pedagogia, para um debate sobre o peso do conteúdo educativo na televisão brasileira.

Diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia, responsável pela gestão da TV Educativa e da Rádio Educadora, José Araripe Junior afirma que “as emissoras abertas não estão executando o papel público de educar as pessoas. Fica para as educativas, que são frágeis em sua estrutura, este papel”

Para a diretora-geral da TV Escola, emissora vinculada ao Ministério da Educação, Mônica Gardelli Franco, “As pessoas acham que educativo tem que ter o caráter escolar. (…) E ele pode ser mais significativo se não tiver.”

“A Constituição Brasileira diz claramente no artigo 221 que a programação e a produção da televisão tem que ter uma finalidade, ou ela deve dar preferência a uma finalidade educativa, cultural, artística e informativa”, explica o advogado André de Godoy Fernandes, autor da tese Televisão no Brasil: a Constituição Federal de 1988 e o controle da programação televisiva.

O Ver TV também traz entrevistas com a educadora e filósofa Viviane Mosé e com Alexandra Bujokas, professora de midia-educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

Alexandra Bujokas avalia a TV como instrumento educativo

A professora de Comunicação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Alexandra Bujokas, acredita que a televisão influencia na educação das pessoas. “A televisão é um mecanismo difuso de educação da população. A TV ensina mesmo quando a gente não quer aprender e mesmo que quem esteja produzindo televisão não tenha intenção explícita de ensinar”, explica.

Bujokas lembra que desde os primórdios a televisão é usada como um instrumento educativo e não apenas como um meio meramente comercial.

Educadora analisa o papel da TV na formação da cidadania

Viviane Mosé, educadora e filósofa, acredita no conceito de comunidade educadora onde todos, inclusive a televisão, são responsáveis pela educação.

Para a filósofa, a educação deve buscar uma formação mais plena e conscientizar os cidadãos, ou seja, ir além das matérias tradicionais ensinadas na escola. “Educar não é fazer um banco de dados na cabeça de uma pessoa”, ressalta.

Socióloga diz que a televisão não faz tão mal quanto a gente pensa

A professora de sociologia da educação da USP, Graça Setton afirma que o papel educador da televisão é fundamental desde seu início, pois a TV e o rádio já estavam presentes em alguns locais do Brasil, antes mesmo que houvessem escolas.

Creative Commons - CC BY 3.0

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Deixe seu comentário