Digite sua busca e aperte enter


Imagem:

Compartilhar:

Governo defende reforma política e fala em medidas contra corrupção

Criado em 15/03/15 19h02 e atualizado em 15/03/15 21h21
Por Portal EBC

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo afirmou que será anunciado nos próximos dias um conjunto de medidas para combater a corrupção no país e defendeu a necessidade de uma reforma política, neste domingo (15), dia em que ocorreram manifestações em todo o país contra o governo da presidenta Dilma Rousseff.

Cardozo ressaltou que após o anúncio das medidas será iniciado um diálogo com a população para que sejam discutidas as propostas. "O diálogo está aberto a todos para que apresentem propostas, para que encaminhem manifestações e para contribuir com novas medidas além daquelas que serão anunciadas", disse o ministro.

Cardozo considerou que o atual sistema político no país é a "porta principal para a corrupção no país". "A atual conjuntura aponta para uma necessária mudança do nosso sistema político atual para que tenhamos um sistema político que feche as portas para a corrupção. Não é mais possível que continuemos a ter o financiamento privado de campanhas", defendeu.

Miguel Rossetto, ministro da Secretaria-Geral da Presidência afirmou que as manifestações realizadas neste domingo partiram de setores da sociedade críticos ao governo, formados em sua maioria por "eleitores que não votaram na presidenta Dilma Rousseff". "São legítimas, o que não é legítimo e aceitável é o golpismo, a intolerância e o impeachment infundado que agride a democracia", afirmou.

Leia também: Ministro critica posturas "antidemocráticas" durante manifestações

Rossetto defendeu as medidas de ajuste fiscal anunciadas pelo governo para "arrumar as contas públicas" e afirmou que o governo está disposto a fazer ajustes em relação a elas. "Os ajustes dão conta de ampliarmos do diálogo sobre o conjunto de medidas que foram anunciadas. Estamos renovando todo o ambiente de diálogo para qualificar essas medidas que são importantes e necessárias", defendeu.

Durante a entrevista dos ministros, transmitida por emissoras de TV, moradores de algumas cidades, como Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, voltaram a se manifestar com panelaço e buzinaço. No último domingo (8), enquanto a presidenta Dilma Rousseff falava em rede nacional de rádio e televisão, em seu pronunciamento pelo Dia Internacional da Mulher, várias cidades do país registraram protestos desse tipo. 

Creative Commons - CC BY 3.0
Fale com a Ouvidoria

Deixe seu comentário

Publicidade